Press "Enter" to skip to content

Zoom se prepara para encarar Outlook e Gmail com serviço próprio de e-mail

Com uma luz no fim do túnel para a pandemia da COVID-19, o serviço de videoconferências Zoom parece se preparar para o tal “novo normal”. Sem se acomodar com o sucesso de seu serviço de vídeo chamadas, a empresa estaria desenvolvendo um serviço próprio de e-mail para manter seu crescimento.

A notícia foi publicada pelo site The Information, citando fontes internas. O serviço de e-mail seria complementado com uma ferramenta de calendário, mercados com forte presença das gigantes Google e Microsoft, especialmente no segmento corporativo.

Para completar a suíte de produtividade, faltariam apenas um sistema de comunicação em grupos — que tem como referências o Slack, Google Chat, Microsoft Teams e ferramentas personalizadas como o Mattermost — e editores de texto, planilhas e apresentações.


Siga o Canaltech no Twitter e seja o primeiro a saber tudo o que acontece no mundo da tecnologia.

Norte-americana Zoom quer encarar Google e Microsoft (Imagem: divulgação/Qualcomm Ventures)

A entrada do Zoom no setor tem o potencial de reduzir a dependência da empresa do serviço de videoconferência, que pode apresentar uma queda de demanda dependendo do sucesso das vacinas contra o novo coronavírus.

Mesmo assim, é difícil imaginar como uma novata poderá competir com a integração oferecida pelas rivais, que disponibilizam não apenas e-mail, agenda e vídeo chamadas, como também armazenamento online e editores colaborativos de documentos, tudo isso oferecido por grandes equipes de vendas e suporte, com apoio da infraestrutura dos servidores Azure e Google Cloud.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Mission News Theme by Compete Themes.