Press "Enter" to skip to content

Xiaomi inaugura primeira Mi Store a oferecer assistência técnica

Mesmo em um período de pandemia, a Xiaomi abriu mais uma Mi Store na Europa, localizada na Varsóvia, capital da Polônia. Além de vender produtos fabricados e vendidos pela marca chinesa (junto de suas parceiras, como a Mijia), este é o primeiro varejo físico da empresa a oferecer assistência técnica diretamente na própria loja.

Xiaomi inaugura Mi Store na Polônia (Imagem: divulgação/Twitter)

Xiaomi inaugura Mi Store na Polônia (Imagem: divulgação/Twitter)

Além do inédito serviço interno para reparos técnicos, a Mi Store inaugurada na segunda quinzena de dezembro é a maior de toda a parte central e leste da Europa. O avanço é um dos passos importantes da Xiaomi para aumentar a presença física no continente, principalmente em um momento de tensões crescentes entre Estados Unidos e China.

O embate comercial entre os dois gigantes foca na Huawei quando o assunto é tecnologia, mas pode eventualmente respingar na Xiaomi e seus diversos produtos da mesma forma como atingiu recentemente a fabricante de drones DJI.

Ter assistência técnica dentro de uma Mi Store pode parecer pouco importante quando existem pontos de reparo autorizados e espalhados pelo país, mas é crucial para uma marca nova como a Xiaomi, já que muitos potenciais compradores ficam com receio justamente do serviço que será prestado no pós-venda.

Mi Store oferece experiência de casa conectada

Outra forma que a Xiaomi encontrou para poder exibir seus produtos ao público europeu que ainda não conhece a marca, ao menos dentro desta nova Mi Store da empresa, está na criação de uma espécie de sala para experimentar os gadgets de casa conectada.

Xiaomi inaugura Mi Store na Polônia (Imagem: divulgação/Twitter)

Xiaomi inaugura Mi Store na Polônia (Imagem: divulgação/Twitter)

Nela ficam plugados produtos como lâmpadas inteligentes, purificadores de ar, cafeteiras, aspiradores de pó e toda sorte de cacarecos que utilizam algum tipo de conexão com a internet, via Wi-Fi.

Este tipo de experiência já existe em outros pontos de venda físicos da marca, como é o caso das duas Mi Store inauguradas em São Paulo no ano passado. Por aqui a presença da Xiaomi é fruto de parceria da marca chinesa com a brasileira DL – no passado, em 2015, a empresa veio ao Brasil, nesta ocasião por meios próprios.

Este crescimento na Europa e em outros mercados já deu resultado para a empresa. Ela ultrapassou a Apple no terceiro trimestre deste ano e já é a terceira marca que mais vendeu celulares no mundo. O aumento anual de vendas foi registrado em 42% e ele é maior que o mesmo dado registrado das outras quatro concorrentes neste ranking com cinco nomes, somados.

Tudo isso fez a empresa chinesa bater a marca de US$ 100 bilhões em valor de mercado pela primeira vez, com mais de 40 lançamentos de smartphones neste ano – isso dá quase um novo celular por semana, número muito semelhante ao da rival coreana Samsung.

Com informações: Gizmochina.

Xiaomi inaugura primeira Mi Store a oferecer assistência técnica

Mission News Theme by Compete Themes.