terça-feira, março 2

WhatsApp insiste em nova política de privacidade com este aviso

Mesmo com a repercussão negativa entre os usuários, o WhatsApp segue trabalhando para implementar sua nova política de privacidade. O aplicativo adiou a mudança para maio e, agora, trabalha em um novo aviso para quem ainda não aceitou os novos termos. O objetivo é oferecer informações mais claras sobre o que muda no serviço e o que é compartilhado com o Facebook.

WhatsApp muda aviso sobre nova política de privacidade (Imagem: Reprodução/WABetaInfo)

WhatsApp muda aviso sobre nova política de privacidade (Imagem: Reprodução/WABetaInfo)

O novo alerta foi encontrado pelo WABetaInfo na versão beta 2.21.4.13, mas ainda não foi liberado aos usuários. Segundo o WhatsApp, ele aparecerá para alguns usuários nas próximas semanas. Nas telas, o app afirma que está facilitando conversas com empresas. A plataforma aponta ainda que a política de privacidade foi atualizada para explicar como as contas comerciais podem administrar mensagens de clientes.

O Facebook, proprietário do WhatsApp, já havia anunciado em 2020 que ofereceria serviços para empresas gerenciarem mensagens trocadas com clientes. No novo alerta, o aplicativo diz que sua nova política apresenta mais informações sobre como as empresas podem usar as ferramentas do Facebook.

No aviso, o WhatsApp também pretende indicar que continua sem acesso às mensagens pessoais porque elas são protegidas com criptografia de ponta a ponta. “Isso nunca vai mudar”, diz o aplicativo. Por fim, o serviço apresentará links para quem deseja mais informações sobre a mudança na política de privacidade.

WhatsApp teve reação negativa com nova política

A nova política do WhatsApp entraria em vigor em 8 de fevereiro, mas foi adiada para 15 de maio por conta da repercussão negativa. Após anunciar a mudança, o mensageiro viu concorrentes como Telegram e Signal ficarem mais populares nas lojas de aplicativos de vários países.

Ao mesmo tempo, o WhatsApp entrou na mira de autoridades devido ao compartilhamento de dados com o Facebook. No Brasil, a Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon) e o Procon-SP notificaram a plataforma em busca de mais detalhes sobre a mudança. Ainda não há informações sobre queda no número de usuários do aplicativo, mas a reação ao anúncio da nova política certamente levou à mudança na abordagem.

WhatsApp insiste em nova política de privacidade com este aviso