Press "Enter" to skip to content

Vídeo mostra como seria viajar pelo sistema solar na velocidade da luz

Você já deve ter imaginado como seria viajar pelo sistema solar na velocidade da luz. O que veríamos navegando pelo espaço a uma velocidade 299.792.458 metros por segundo? Embora seja impossível alcançar essa velocidade com a tecnologia atual, o diretor e animador norte-americano Alphonse Swinehart, nos dá um vislumbre de como seria a visão de uma viajem como esta.

Caso fosse possível viajar na velocidade da luz a única diferença para uma viagem normal seria o tempo gasto no percurso até o destino. Como a luz leve cerca de 8 minutos para vir do Sol até a Terra, então seriam pouco mais de 4 anos até Proxima Centauri, a estrela mais próxima além do astro que ilumina o nosso planeta.

+ Turismo espacial: quem são os 4 civis que formam a tripulação da SpaceX esta semana

Seriam aproximadamente 5 horas e meia até Plutão e quase um ano para atingirmos o fim do sistema solar, que termina na Nuvem de Oort.

Essa viagem foi ilustrada pelo diretor e animador norte-americano Alphonse Swinehart, com o vídeo Riding Light. O vídeo é protagonizado por um fóton, em sua jornada começando pelo Sol e se afastando em tempo real por 45 minutos. Neste tempo, até onde é possível chegar?

No vídeo é possível conferir diversos detalhes sobre a distância percorrida desde o Sol e quanto falta para chegar ao próximo corpo celeste. É possível conferir a passagem do fóton por planetas como Mercúrio, Vênus, Terra e Júpiter. Mas, nestes 45 minutos não é possível chegar até Saturno, que fica mais longe, numa viagem que leva 1h21 estando na velocidade da luz.

O post Vídeo mostra como seria viajar pelo sistema solar na velocidade da luz apareceu primeiro em ISTOÉ DINHEIRO.

Mission News Theme by Compete Themes.