domingo, maio 9

TVs Toshiba vão voltar às prateleiras brasileiras em parceria com a Multilaser

Conhecidos nos anos 1990 por sua parceria com a brasileira Semp, os televisores com a assinatura da Toshiba vão voltar às lojas brasileiras ainda no primeiro semestre de 2021. O movimento é resultado de uma parceria entre a Multilaser e o Hisense, grupo chinês que possui uma parceria global com a fabricante Toshiba.

Segundo a Exame, caberá à brasileira Multilaser fabricar, distribuir e fornecer suporte técnico aos consumidores que optarem pelos novos aparelhos. Presente em 40 mil pontos de venda e com um catálogo de 5 mil produtos que incluem suprimentos de informática, acessórios para gamer, placas de rede e produtos som automotivo, entre outras áreas variadas.

O movimento acontece em um momento que nomes como a Britânia apostam em lançamentos próprios para o mercado nacional. Anunciadas em abril, as primeiras smart TVs da companhia chegaram com tamanhos de 32, 42 e 55 polegadas, todas acompanhadas por acesso a transmissões digitais de serviços como Netflix, Amazon Prime Video, YouTube e Globoplay.


CT no Flipboard: você já pode assinar gratuitamente as revistas Canaltech no Flipboard do iOS e Android e acompanhar todas as notícias em seu agregador de notícias favorito.

Novas TVs Toshiba chegam ainda em maio

Os novos produtos com a marca Toshiba chegam às lojas brasileiras ainda em maio deste ano, com modelos com telas de 55 e 65 polegadas e painéis com resolução Ultra HD 4K (3840 x 2160 pixels). Segundo a Exame, os produtos vão usar a tecnologia de pontos quânticos encontrada em produtos como a Samsung e a TCL — esta última atual parceria da Semp TLC, que ajudou a popularizar os dispositivos da Toshiba em um passado distante.

Segundo André Poroger, vice-presidente de produto da Multilaser, a intenção é que os novos televisores se diferenciem pelo design, aliado à tecnologia. Os televisores chegam às lojas compatíveis com aplicativos de streaming como Netflix, YouTube e com suporte à Alexa, assistente de voz desenvolvida pela Amazon.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech: