Press "Enter" to skip to content

Torcedora do Flamengo cobra R$ 13 milhões de Bruno Henrique por uso de “Otô Patamá”

A torcedora Josineide Constantino Dantas processa o jogador Bruno Henrique, do Flamengo, pelo uso da frase “outro patamar”, cuja marca (Otô Patamá) ela registrou no Instituto Nacional de Propriedade Industrial (Inpi). Ela pede indenização de R$ 13 milhões e impede o uso comercial da frase.

Power BI para Investidores

Josineide registrou a frase para utilizar em seu comércio de roupas e artigos esportivos a partir de uma entrevista de Bruno Henrique em 2019. Na ocasião, depois de uma vitória sobre o rival Vasco, o jogador disse que a equipe estava em “outro patamar”. As informações são do portal Uol.

+ Sem ter se vacinado, Bolsonaro perde partida de futebol

+ Fifa: franquia de games de futebol deve mudar de nome, diz EA

A frase virou canto da torcida rubro-negra e até título de uma música do rapper Djonga, na qual o atleta é citado.

A empresária diz que Bruno Henrique se vale de sua marca para obter lucros e subsídios comerciais. Já o atleta se defende e diz que é “caso típico de aproveitamento parasitário”.

O post Torcedora do Flamengo cobra R$ 13 milhões de Bruno Henrique por uso de “Otô Patamá” apareceu primeiro em ISTOÉ DINHEIRO.

Mission News Theme by Compete Themes.