Press "Enter" to skip to content

Switch já é o quarto console mais vendido da história da Nintendo

A trajetória de subida do Switch é cada vez mais veloz. Nesta quinta-feira (6), a Nintendo apresentou seus resultados financeiros para o primeiro trimestre de 2021 e revelou que o console já é o quarto mais vendido de toda a sua história, com 84,5 milhões de unidades comercializadas em todo o mundo desde o lançamento, em 2017.

Com esse total, o aparelho deixa para trás outros grandes nomes da fabricante, como o Game Boy Advance (com 81,5 milhões) e o Nintendo 3DS (75,9 milhões). Vale a pena lembrar que, assim como no caso do Switch, estes números correspondem a todos os modelos disponibilizados pela companhia ao longo do ciclo de vida destas plataformas — são dois, no caso do console mais recente, sua versão híbrida e a edição Lite, que funciona apenas como portátil.

Mais do que apenas um recorde, o trimestre da Nintendo também foi momento de superar expectativas. A empresa registrou um aumento de 44% em suas vendas totais nos três primeiros meses de 2021, enquanto o Switch teve crescimento de 37% na comparação com o mesmo momento de 2020. Na soma de todo o ano fiscal, concluído em março, foram 28,8 milhões de unidades enviadas às lojas de todo o mundo, uma demonstração de amplo aumento na demanda de plataformas. No período anterior, foram 21 milhões.


Feedly: assine nosso feed RSS e não perca nenhum conteúdo do Canaltech em seu agregador de notícias favorito.

Animal Crossing: New Horizons é campeão de vendas (Imagem: Reprodução/Nintendo)

Crescimento acelerado, também, nos jogos, com aumento de 37% e 230,8 milhões de unidades vendidas ao longo dos 12 meses do ano fiscal, de abril de 2020 a março de 2021. Animal Crossing: New Horizons, mais uma vez, foi o líder, com 20,8 milhões de cópias comercializadas e quase o dobro do segundo colocado, Mario Kart 8 Deluxe, com 10,6 milhões. O pódio é completado por Super Mario 3D All-Stars, que, com sua disponibilidade limitada, converteu 9 milhões.

Outros lançamentos recentes também tiveram desempenho considerada positiva pela Nintendo, como foi o caso do relançamento Super Mario 3D World + Bowser’s Fury, com 5,5 milhões de cópias vendidas, e o game fitness Ring Fit Adventure, que não é apenas um jogo e também inclui um acessório, em uma combinação que eleva o valor de venda — ainda assim, foram 7,3 milhões de unidades comercializadas.

Títulos de parceiros também fizeram muito sucesso

Ainda falando sobre jogos, a empresa japonesa revelou que entre abril do ano passado e março deste, 36 títulos disponíveis para o Switch atingiram a marca de, pelo menos, um milhão de unidades vendidas. Destes, 22 jogos são da própria Nintendo, enquanto outros 14 foram publicados por desenvolvedores parceiros, em uma demonstração, para a companhia, de que a plataforma é um bom lugar para lançar títulos com amplo alcance.

No total, o faturamento da Nintendo teve aumento de 35%, com aproximadamente US$ 161,3 bilhões acumulados no ano fiscal 2021, enquanto os lucros foram de cerca de US$ 4,4 bilhões. Analisando os resultados, a empresa citou também a continuidade da pandemia, que segue gerando aumentos no engajamento e gastos com jogos eletrônicos enquanto as pessoas seguem em isolamento social.

Apesar das campanhas de vacinação e do afrouxamento das medidas na maioria dos países, a Nintendo não vê uma redução dos números no futuro próximo. A previsão, agora, é vender mais 25 milhões de unidades do Switch até março do ano que vem, o que, se alcançado, fará com que a plataforma se torne a terceira mais vendida da história da empresa, deixando para trás um de seus maiores sucessos, o Wii, que vendeu 101,6 milhões de aparelhos ao longo de seu ciclo de vida.

Para continuar o movimento, a companhia também citou o lançamento de uma versão azul do Switch Lite, que deve chegar às lojas ainda neste mês, e a lista forte de lançamentos até o fim do ano. Games como Mario Golf: Super Rush, The Legend of Zelda: Skyward Sword HD, Pokémon Brilliant Diamond, Pokémon Shining Pearl e Miitopia devem ajudar a alavancar ainda mais os resultados, assim como um novo e ainda não anunciado jogo mobile da franquia Pikmin, que está sendo desenvolvido pela Niantic, a mesma por trás do explosivo Pokémon GO.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Mission News Theme by Compete Themes.