Press "Enter" to skip to content

Startup de academias Gympass capta US$ 220 milhões e dobra valor de mercado

O Gympass anunciou na terça-feira (29) a captação de recursos em uma nova rodada de investimentos. O valor de mercado da companhia foi estimado em US$ 2,2 bilhões, o dobro do apontado na captação anterior, feita pela empresa antes da pandemia, em 2019.

Nubank levanta R$ 3,7 bilhões em nova rodada de investimentos Startup Invest Summit vai destinar até R$ 15 milhões em 50 startups brasileiras Afinal, o que muda com o Marco Legal das Startups?

O investimento série E de US$ 220 milhões tem participação de SoftBank, General Atlantic, Moore Strategic Ventures, Kaszek Ventures e Valor Capital Group. Os recursos obtidos serão usados para impulsionar o crescimento do Gympass nos EUA, melhorar a experiência do produto e continuar a expandir em categorias como fitness digital, saúde mental e nutrição. Segundo a startup, a operação “reflete a aceleração do crescimento do Gympass no momento em que cuidar do bem-estar é cada vez mais relevante para o ambiente de trabalho híbrido”.

O Gympass é um app que as empresas oferecerem aos funcionários, para que eles participem de atividades emocionais, físicas e mentais em academias e estúdios parceiros da plataforma. Com a chegada da pandemia, as práticas passaram a ser feitas também online.


Feedly: assine nosso feed RSS e não perca nenhum conteúdo do Canaltech em seu agregador de notícias favorito.

Imagem: Reprodução/Elements/Natabuena

Segundo a empresa, diversos centros de bem-estar e exercícios “estão ultrapassando os níveis de engajamento pré-pandemia”. EUA e Reino Unido lideram esse crescimento, mas América Latina e União Europeia já seguem a tendência. Em maio, por exemplo, o Gympass registrou 4 milhões de visitas a academias e estúdios. “Esperamos um avanço ainda maior à medida que as pessoas comecem a voltar aos escritórios”, diz Cesar Carvalho, cofundador e CEO do Gympass, em comunicado.

Mesmo com o retorno das atividades presenciais, as soluções digitais do Gympass têm mantido níveis estáveis ​​de engajamento. Segundo a startup, isso reforça que “o futuro do bem-estar corporativo é híbrido”.

Para Carvalho, depois do modelo de trabalho híbrido, há uma tendência semelhante em relação às atividades físicas e de bem-estar. “As pessoas combinam as visitas presenciais a academias e estúdios com as atividades digitais, em aplicativos. Vimos que esta é uma mudança que permanecerá no futuro e esperamos expandir nosso alcance e nossos serviços para continuar a estimular o bem-estar geral das pessoas”, completa.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Cientistas acreditam que redes sociais podem ser a ruína da humanidade Arqueólogos encontram em Israel ancestral dos humanos nunca antes conhecido Estudantes criam robô para evitar que fazendeiros morram soterrados por grãos Samsung oferece cinco anos de atualizações para alguns celulares da linha Galaxy Cientistas descobrem ouro em pirita, mineral conhecido como “ouro de tolo”

Mission News Theme by Compete Themes.