sexta-feira, maio 7

Sotheby’s vai aceitar bitcoin pela primeira vez em venda de obra de Banksy

Uma das casas de leilões mais tradicionais do mundo, a Sotheby’s, que tem 276 anos de existência, anunciou que vai aceitar pagamentos em bitcoin na venda de uma obra do artista Banksy, cujo valor estimado está entre 3 e 5 milhões de dólares, e cuja venda será realizada no próximo dia 12.

“Que combinação poderia ser melhor para introduzir o suo das criptomoedas do que uma pintura icônica do Banksy?”, comentou o CEO da Sotheby’s, Charles Stewart, à CNBC. A obra em questão, chamada “Love Is In The Air”, é uma das mais famosas do artista britânico, cuja identidade real ainda não é conhecida, que mostra um homem de máscara, lembrando um manifestante, arremessando um buquê de flores.

A integração do pagamento em bitcoin no leilão da obra de arte é fruto de uma parceria da casa de leilões com a corretora de criptoativos Coinbase. No entanto, nenhuma informação sobre o que será feito com o eventual bitcoin recebido – se será guardado ou trocado por dólares.

“Temos um acordo com o dono da pintura, o consignatário da pintura, de modo que no final dependerá dele”, disse Stewart. “Parte da parceria com a Coinbase nos dá não apenas a capacidade de processar o pagamento, mas também essa possibilidade [de liquidá-lo].”

O leilão de arte contemporânea da Sotheby’s também inclui lotes com obras de artistas como Jean-Michel Basquiat e Kaith Harring, entre vários outros, mas apenas a obra do britânico anônimo poderá ser adquirida com bitcoin. No futuro, a intenção é permitir o pagamento com criptomoedas para todos os leilões da casa.

No curso “Decifrando as Criptomoedas” da EXAME Academy, Nicholas Sacchi, head de criptoativos da Exame, mergulha no universo de criptoativos, com o objetivo de desmistificar e trazer clareza sobre o funcionamento. Confira.