Press "Enter" to skip to content

Setor de PCs vive bom momento, com alta no mercado europeu

O mercado de PCs deve ter um ano com alta demanda. Isso é o que aponta o relatório do IDC em análise sobre regiões da Europa, Oriente Médio e África. Segundo levantamento da empresa, os dados revelam uma demanda em ascensão nestas regiões.

De acordo com o IDC, o crescimento é generalizado. Assim, tanto o mercado de uso doméstico, quanto o empresarial vivem bom momento para vendas de desktops e notebooks. No conjunto de Europa, Oriente Médio e África (EMEA), foram vendidos 23,9 milhões de unidades de PCs e notebooks no primeiro trimestre do ano. Isso representa um aumento de 44,1% no comparativo anual. Tal demanda ainda é um reflexo da pandemia, que fez muitas empresas migrarem para um sistema de trabalho remoto. Desta forma, muitas pessoas estariam atualizando seus dispositivos para modelos que se adéquam à nova dinâmica.

Na Europa Ocidental, em específico, o crescimento é oriundo do setor doméstico. O IDC aponta crescimento anual em 46,6% nas vendas entre desktops para uso doméstico. Em comparação, o setor empresarial viu queda de 21% na demanda por desktops no comparativo anual. Os dados do IDC apontam ainda HP, Lenovo, Dell, Acer e ASUS são as principais companhias somando 80,5% do total de PCs vendidos.


Podcast Porta 101: a equipe do Canaltech discute quinzenalmente assuntos relevantes, curiosos, e muitas vezes polêmicos, relacionados ao mundo da tecnologia, internet e inovação. Não deixe de acompanhar.

Apesar do bom momento, o setor pode não conseguir retirar o máximo do potencial desta demanda em 2021. Isso por conta da falta de componentes no mercado, o que dificulta a oferta e aumenta os preços, afastando possíveis compradores.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Mission News Theme by Compete Themes.