Press "Enter" to skip to content

Produção de petróleo em campos de partilha cai 66% de julho para agosto, diz PPSA

A produção média diária dos contratos em regime de partilha foi de 13 mil barris por dia (bpd) em agosto deste ano, 66% menos do que a registrada em julho. Desse volume total, 8 mil bpd foram produzidos no campo Entorno de Sapinhoá e 5 mil bpd, em Tartaruga Verde Sudoeste.

Power BI para Investidores

A retração foi provocada pela parada programada da Área de Desenvolvimento de Mero, na Bacia de Santos, segundo a Pré-sal Petróleo SA (PPSA), responsável pela gestão dos ativos de pré-sal da União. A parada de Mero ocorreu por conta do encerramento do Sistema de Produção Antecipada 1 (SPA-1) e mudança de locação do FPSO Pioneiro de Libra para dar início ao SPA-2.

A PPSA informou ainda que a média diária do total do excedente em óleo da União, em agosto, foi de 5,6 mil bpd, relativo apenas ao contrato do Entorno de Sapinhoá, um resultado 40% inferior em relação ao mês anterior.

Desde 2017, início da série histórica, a produção acumulada em regime de partilha soma 58,3 milhões de barris de petróleo. A parcela acumulada do excedente em óleo da União no período é de 10,2 milhões de barris de petróleo.

Já a produção média diária de gás natural nos dois contratos com aproveitamento comercial do gás natural foi de 175 mil m³/dia, sendo 138 mil m³/dia em Entorno de Sapinhoá e 37 mil m³/dia em Tartaruga Verde Sudoeste. Em comparação com o mês anterior, o volume de gás disponível caiu 16,5%.

A média diária do total do excedente em gás natural foi de 97 mil m³/dia referente apenas ao contrato do Entorno de Sapinhoá, representando uma queda de 19% em relação ao mês anterior

Desde 2017, a produção acumulada soma 264 milhões de m³ de gás natural com aproveitamento comercial. O excedente em gás natural no mesmo período é de 87,7 milhões de m³.

O post Produção de petróleo em campos de partilha cai 66% de julho para agosto, diz PPSA apareceu primeiro em ISTOÉ DINHEIRO.

Mission News Theme by Compete Themes.