Press "Enter" to skip to content

Prefeitura de São Paulo lança edital para 4 mil novos pontos de Wi-Fi público

Power BI para Investidores

Mais 4 mil pontos de wi-fi gratuito devem ser instalados na capital paulista. A Secretaria de Inovação e Tecnologia (SMIT) da Prefeitura de São Paulo lançou edital de credenciamento para a instalação desses pontos. O objetivo é que todas as escolas do Ensino Fundamental e todas as unidades de saúde do município recebam internet de graça para uso da população.

São Paulo quer 20 mil pontos de Wi-Fi públicos de acesso grátis até 2024 Wi-Fi BR vai levar 1,2 mil pontos de internet gratuita para cidades sem conexão Anatel faz campanha de divulgação para informar sobre a tecnologia 5G

As localidades farão parte do programa WiFi Livre SP, que já tem 1.088 pontos espalhados pela cidade. Inicialmente, o credenciamento das empresas interessadas ficará aberto por 60 dias — que podem ser prorrogados.

Imagem: Reprodução/Envato/twenty20photos

A previsão é que a instalação comece ainda neste ano. “A pandemia mostrou que inclusão digital é a nova fronteira da inclusão social. Cidadãos conectados têm mais possibilidades de conseguir trabalho e gerar renda, e isso é fundamental neste momento de retomada das atividades”, diz Juan Quirós, titular da SMIT.


Podcast Canaltech: de segunda a sexta-feira, você escuta as principais manchetes e comentários sobre os acontecimentos tecnológicos no Brasil e no mundo. Links aqui: https://canaltech.com.br/360/

Um estudo da PriceWhatherhouse Coopers concluiu que o simples fato de uma região carente receber sinal de internet pode aumentar em até 15% a renda das pessoas. “A tecnologia que importa é a que transforma a vida das pessoas”, avalia o secretário.

Especificações do edital

Quirós diz que o edital ficou aberto para consulta pública por 30 dias. Ele destaca que foram atendidas tanto as sugestões da população sobre instalação do Wi-Fi gratuito em locais sem internet como os pedidos de redução do tamanho das áreas dos lotes e alterações técnicas solicitadas pelas empresas.

O edital especifica os requisitos de velocidade de conexão, alcance do sinal e proteção de dados do usuário. A prefeitura será responsável pela infraestrutura elétrica necessária para a instalação dos equipamentos. Isso inclui poste primário nas localidades cuja infraestrutura elétrica seja aérea e/ou ponto de alimentação elétrica inicial em locais com fornecimento elétrico subterrâneo.

Imagem: Reprodução/Envato/Prostock-studio

As empresas credenciadas poderão se escolher oferecer o serviço em vários lotes. Essas companhias podem utilizar publicidade digital: ou seja, o usuário terá de assistir a anúncios antes de ter acesso ao sinal de internet.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Einstein estava errado e Big Bang não é o começo do universo, diz esta teoria Microsoft Excel resolve um dos problemas mais antigos e irritantes do programa Quem é mais inteligente, o gato ou o cachorro? Volkswagen Gol sofre novo aumento e preço fica absurdo; veja quanto custa Os 10 animais mais bonitos do mundo

Mission News Theme by Compete Themes.