domingo, maio 2

Prazo de pagamento do FGC a investidores cai de 10 para 2 dias úteis

Após lançar um aplicativo próprio, o FGC, entidade privada, sem fins lucrativos, que administra o mecanismo de proteção aos investidores e depositantes de instituições financeiras associadas, observou uma redução no tempo de início de pagamentos. O início dos pagamentos passou de aproximadamente 10 dias úteis para apenas dois dias úteis após o envio de informações consolidadas pelo liquidante da instituição.

Entenda tudo sobre o Fundo Garantidor de Crédito neste vídeo da EXAME Invest Pro

O aplicativo do fundo é uma alternativa ao comparecimento presencial às agências bancárias para receber o pagamento de garantia. Antes, era necessário que o investidor com valores cobertos pelo FGC em uma instituição que teve intervenção ou liquidação decretada pelo Banco Central se apresentasse em uma agência bancária indicada pelo fundo para assinar o termo físico de recebimento dos valores.

Agora, essa assinatura pode ser realizada de forma eletrônica, por meio do aplicativo. A ferramenta também permite acompanhar o processo de pagamento até o efetivo recebimento em conta de titularidade do credor indicada no cadastro.

Mesmo com o crescimento de 34% dos depósitos elegíveis à garantia do FGC (provenientes de produtos cobertos pelo fundo, como conta corrente, CDB, LCI, LCA e poupança), 99,7% das pessoas que atualmente possuem depósitos ou investimentos cobertos pelo fundo podem receber 100% do valor. Isso porque a soma de depósitos e investimentos em cada uma das instituições ou conglomerados financeiros associados ao fundo é de até R$ 250 mil, valor do limite da garantia prestada pelo FGC para cada CPF ou CNPJ.

Apenas 0,3% dos clientes das instituições associadas possuem depósitos e investimento cobertos pela garantia que totalizam, em cada instituição ou conglomerado financeiro, um valor acima do limite de R$ 250 mil.

Até dezembro de 2020, o volume total de depósitos elegíveis à garantia do FGC era de quase R$ 3,2 trilhões. A variação do saldo de depósitos elegíveis em relação a 2019 considera um aumento dos saldos em poupança (crescimento de 21,5% em relação ao total em 2019) e, também, um crescimento dos depósitos à vista (41% em relação a 2019) e dos depósitos a prazo (aumento de 54,8% em relação ao saldo em 2019), abrangendo valores em contas correntes e títulos de renda fixa, como CDB e RDB.

Fundo pagou R$ 884 milhões aos investidores em 2020

Em 2020, o FGC realizou o pagamento de R$ 844 milhões de garantias a depositantes e investidores. Os dados fazem parte do relatório anual da instituição referente ao exercício do ano de 2020 divulgado em Assembleia Geral Ordinária.

O número está principalmente relacionado a liquidação da Dacasa. A liquidação da financeira ocorreu em fevereiro de 2020 por ato do Banco Central. Até o final do ano, aproximadamente 98,7% dos investidores da Dacasa receberam a garantia.

O mundo está mais complexo, mas dá para começar com o básico. Veja como no Manual do Investidor

O FGC encerrou o ano de 2020 com um incremento de 5,9% em seu patrimônio na comparação com 2019, passando de R$ 80,6 bilhões para R$ 85,4 bilhões.

Na mesma comparação, a liquidez do fundo – ativos que podem ser imediatamente convertidos em caixa – teve crescimento de 13,7%, chegando a R$ 62,1 bilhões, ante R$ 54,6 bilhões observados no encerramento de 2019.