Press "Enter" to skip to content

Por que a WEG se tornou a empresa com mais bilionários na lista da Forbes

A lista das maiores fortunas da Forbes Brasil deste ano traz 238 nomes, 33 a mais em relação ao ranking do ano passado. Somente a fabricante de motores WEG passou a ter dez novos nomes na lista, totalizando 13 bilionários.

Segundo a Forbes, a entrada dos herdeiros da WEG se deve à supervalorização das ações da empresa na bolsa brasileira, a B3.

Os dez novos nomes herdaram participações acionárias deixadas por Werner Ricardo Voigt, Eggon João da Silva e Geraldo Werninghaus, os três fundadores da fabricante de motores elétricos, que vem expandindo sua área de atuação. A fortuna somada dos 13 bilionários é de 87,64 bilhões de reais.

Em 12 meses, as ações da WEG na bolsa brasileira triplicaram, para cerca de 64 reais.

Com o resultado registrado em 2020, em um cenário de pandemia do novo coronavírus, a WEG está entre os melhores desempenhos do Ibovespa, principal índice da B3. Os papéis da fabricante catarinense estão entre os mais atrativos.

Além de mostrar resiliência em um cenário de crise econômica e queda das exportações, a companhia vem anunciando uma forte diversificação da sua atuação, com foco em tecnologia, incluindo conceitos de inteligência artificial.

A empresa também está apostando em parcerias com startups para ampliar a atuação no setor de tecnologias.

The post Por que a WEG se tornou a empresa com mais bilionários na lista da Forbes appeared first on Exame.

Mission News Theme by Compete Themes.