Press "Enter" to skip to content

Pesquisa revela perfil esportivo do Parque Ibirapuera

Considerado um dos parques urbanos mais importantes do país, o Parque Ibirapuera concentra praticantes de esportes das classes média-alta. Essa é uma das conclusões da pesquisa realizada pela agência de marketing esportivo e entretenimento Octagon Brasil, contratada pela Urbia, empresa que assume em breve a gestão do parque. O levantamento entrevistou mais de 450 paulistanos, em abril deste ano, por meio de entrevistas e questionários online.

Segundo o estudo, os usuários com renda entre 5 e 10 salários mínimos (26%) e mais de 10 salários mínimos (34%) costumam frequentar o parque durante os dias da semana para a prática esportiva. Esse público corresponde a 60% do público do Parque Ibirapuera nos horários das 5h às 8h e das 17h às 24h. “A pesquisa é uma importante ferramenta de escuta sobre os anseios de quem frequenta o parque e aguarda melhorias há anos. Levantamos uma série de possibilidades para fomentar ainda mais a prática esportiva e atividades de bem estar. Um dos desafios é democratizarmos o Parque Ibirapuera, oferecendo infraestrutura organizada para todos os moradores e visitantes”, destaca Samuel Lloyd, diretor comercial da Urbia.

Outro detalhe revelado pela pesquisa é que durante a manhã as pessoas que frequentam o Parque Ibirapuera costumam fazer esportes sozinhas. Enquanto à noite essa prática passa a ser mais gregária e social, por meio de grupos das mais variadas modalidades: corrida, futebol, basquete, entre outros. “Tivemos a oportunidade de realizar essa pesquisa para a Urbia, depois de muitas conversas e visitas ao Parque Ibirapuera. Nosso objetivo foi realizar um mapeamento de todas as práticas esportivas do parque e como os frequentadores realizam esses esportes nos espaços, bem como para entender seus hábitos, trazendo sugestões de melhorias e novas oportunidades para os frequentadores”, completa Arnaldo Garcia, Diretor de Projetos da Octagon Brasil.

Aos finais de semana, apesar de ainda concentrar 51% dos usuários das classes média-alta, o clima no parque muda com a presença de frequentadores com renda de até 2 salários mínimos (18%) e de 2 a 5 salários mínimos (31%). Com público formado por famílias e amigos, em busca de lazer, entretenimento e contemplação da natureza, esses usuários concentram sua visita ao Ibirapuera nos horários das 8h às 11h e das 14h às 17h. Ou seja, aos finais de semana o uso do parque é voltado para o lazer e prática esportiva sem compromisso.

The post Pesquisa revela perfil esportivo do Parque Ibirapuera appeared first on Exame.

Mission News Theme by Compete Themes.