Press "Enter" to skip to content

‘Pare de clicar feito um idiota’: Day trader milionário refuta ‘trade ostentação’ e mostra como buscar renda de até R$ 30 mil por mês sem chefe nem escritório; entenda

Um lançamento sobre day trade vem repercutindo nos portais de finanças e nas redes sociais nos últimos dias: o trader Rogério Araujo, operador que afirma ao Seu Dinheiro ter conseguido um lucro de 250.000% nos últimos 11 anos, irá disponibilizar gratuitamente alguns dos segredos de seu método.

Power BI para Investidores

E a estratégia é ousada: a meta de Rogério é que os setups (métodos gráficos) que serão mostrados sejam capazes de fazer pessoas comuns faturarem até R$ 30 mil por mês com as operações de curto prazo. Não dá pra negar: são números extremamente atrativos.

A desconfiança do público também é natural: afinal, além de 250.000% parecer um número exorbitante, o day trade ainda é visto com muito preconceito no mercado, sendo tachado muitas vezes como loteria. Sem falar no questionamento de por que o Rogério abriria, gratuitamente, sua metodologia com resultados comprovados.

Isso tem levado muita gente a se perguntar se o plano oferecido pelo Rogério seria mais do mesmo que vemos todos os dias no Instagram ou no Youtube: digital influencers prometendo vidas de luxo e ostentação, exibindo seus carrões e mansões em destinos internacionais ou praias paradisíacas.

Acontece que Araujo é completamente diferente desses gurus. Além de ter um histórico de 76% de acerto em seus trades nos últimos 11 anos, ele é conhecido por incentivar seus alunos a não arriscarem mais do que podem e por estimular o estudo e a ação na hora certa, sem promessas mirabolantes.

Investimento de R$ 1 mil e renda de até R$ 30 mil por mês em 1 ano: entenda como chegar nesta conta com day trade

A proposta elaborada por Rogério consiste em dar as condições para que todos os seus alunos possam ganhar até R$ 30 mil por mês operando com day trade, a partir de um investimento de R$ 1.000. O passo a passo apresentado consiste, basicamente, em duas premissas:

Cinco operações diárias de ganho de R$ 5 (totalizando R$ 25) por minicontrato;

Reinvestimento do capital ganho, para ampliar o número de minicontratos operados

As etapas seriam as seguintes:

1º ano: construção do patrimônio a partir dos lucros obtidos mês a mês;

2º ano em diante: manutenção do patrimônio e obtenção de renda extra de até R$ 30 mil

Ou seja, de acordo com o plano de Rogério, bastaria que você reinvestisse todo o seu capital ganho no day trade durante o primeiro ano, ampliando o número de minicontratos operados, para estar apto, após 12 meses, a buscar uma renda extra de até R$ 30 mil mensais. Além disso, é preciso ter ganhos de R$ 25 por dia, o que, na opinião do trader, é um resultado razoável para quem realmente entende do mercado. E é esse conhecimento que ele pretende transmitir.

Quem é Rogério Araujo: ele foi office boy, perdeu tudo em um dia e hoje está milionário

Rogério Araujo começou a operar no mercado financeiro em 1994. Até essa época, ele trabalhava como office boy em uma corretora de valores e começou a se interessar por esse universo. Os primeiros resultados foram bons: em pouco tempo, Rogério já ganhava dinheiro o suficiente para largar seu antigo trabalho e viver de day trade.

Mas nem tudo são flores: como a atuação de Rogério estava muito baseada em sua própria experiência de tentativa e erro do que em métodos gráficos comprovados, ele estava sujeito a um grande rombo em dias de alta volatilidade, como o pregão de 27 de outubro de 1997.

Nesta data, uma crise monetária que começou na Ásia derrubou os mercados do mundo todo – e não deixou o Ibovespa de fora. Resultado: um baque de -14,98% no principal índice da bolsa brasileira e um desastre na posição de Rogério, que perdeu tudo que havia ganhado em três anos.

O impacto do dia foi tão grande que fez a então Bovespa (hoje B3) estabelecer o mecanismo de circuit breaker, como é chamada a interrupção do pregão quando o índice começa a despencar.

“Em um único pregão, perdi o que tinha conquistado em três anos. Coisa da ordem de R$ 1 milhão, que demorei 10 anos para recuperar. Percebi que precisava aprender muito sobre o mercado” – Rogério Araujo

O duro golpe não desestimulou Rogério e ele seguiu com o day trade, afinal, ela já conhecia o elevado potencial de ganhos dessa modalidade de investimento. Contudo, a perda foi importante para que ele aprendesse a operar de maneira técnica e com válvulas de segurança que evitassem um novo desastre. No outro dia, ele se debruçou a estudar e buscar o conhecimento com especialistas.

Segundo relato pessoal do próprio Rogério, foram ao menos quatro anos para compreender plenamente os processos e tendências e se tornar um grande profissional. Os ganhos agora vinham de forma mais consistente e variavam entre apenas R$ 50 a até R$ 30 mil por dia. Foram 10 longos anos para recuperar o resultado do crash pessoal em 1997.

Mas foi após 2010 que Rogério realmente ganhou dinheiro na bolsa. Dominando os setups necessários para compreender o padrão dos preços dos ativos, ele fez, de acordo seus próprios registros, 250.000% de lucros nos últimos 11 anos, com 76% de acerto nas operações.

Isso representa uma multiplicação de capital da ordem de 2500 vezes, ou seja, uma explosão capaz de transformar R$ 400 em R$ 1 milhão.

Sem ostentação: “ele se preocupa com o dinheiro do aluno”; veja relatos dos investidores que estão ganhando dinheiro com a metodologia do Rogério

Uma das grandes preocupações dos investidores é lidar com picaretas que prometem uma vida de ostentação e não se preocupam com a situação financeira dos seus alunos. Essa não é a realidade do Rogério – aliás, ele pensa que essas pessoas “estragam o mercado”.

Segundo um estudo da Fundação Getúlio Vargas (FGV), apenas 3% dos day traders ganham dinheiro no longo prazo. Na opinião de Rogério, essa avalanche de perdas é resultado da falta de preparo dos mentores na internet.

“Esses influenciadores não são traders de verdade, eles operam em simuladores, não sabem fazer day trade e nem ensinar o público”, critica Araujo. “Por conta disso, a porcentagem de sucesso dos traders é pequena: eles são instruídos por quem não entende nada do assunto”.

Quem comprova que a mentalidade e o conhecimento de Rogério fogem à regra são seus próprios alunos. Os relatos, além de confirmarem a qualidade da metodologia, valorizam a precaução e a seletividade das operações executadas pelo especialista.

“Ele é o único cara que conheço que cuida do dinheiro dos outros. O Rogério não recomenda que você encha a mão, ele quer que você comece devagar, porque a experiência você ganha executando o método várias vezes – e não aplicando um monte de dinheiro”, conta o empresário Márcio. “Se eu conhecesse ele desde o início, não teria perdido tanta grana”.

Outro que recomenda a mentoria do Rogério é o advogado José Carlos Ferreira. Entre as qualidades do especialista, ele destaca a didática o incentivo ao estudo acima das promessas.

“Muita gente nos pega pela ganância, pela alavancagem, e não pelo lado de ensinar a pescar o próprio peixe. O Rogério valoriza que você saiba o que está fazendo. Tem um lema dele inclusive, que é o de ‘parar de clicar feito um idiota’. É burrice fazer um monte de operações por dia sem saber o que está acontecendo”, resume.

Segundo José Carlos, operações executadas por Rogério são poucas, mas certeiras

Os três setups de sucesso: o que está por trás da metodologia que fez Rogério multiplicar seu capital em 2.500 vezes

Frequentemente, o Rogério atribui o sucesso de suas técnicas de day trade aos seus chamados setups. Eles não são nada mais do que a identificação de determinados padrões gráficos que possibilitam ao analista prever, com boa possibilidade de sucesso, como um ativo como um índice ou o dólar irão se comportar no curto prazo.

Embora seja necessário estudar para aplicar como um profissional, a lógica por trás é simples: se determinado ativo costuma subir após determinada sequência de altos e baixos, é razoável pensar que ele repita esse movimento. Pura estatística.

Entre os setups mais famosos do day trade está o “Fibonacci”, que consiste no estabelecimento de pisos e tetos para o preço do ativo, desenhando uma “faixa de oportunidade”. Um dos preferidos do Rogério é o “caixote”, em que o ativo emenda uma sequência específica de altas e baixas antes de decolar.

Acesse o minicurso gratuito com a técnicas de day trade de um dos maiores investidores de curto prazo do país

Com o objetivo de difundir o uso de suas técnicas e ampliar o alcance de sua mentoria, o Rogério e sua equipe estão disponibilizando um minicurso gratuito para quem deseja conhecer e operar com day trade, incluindo os próprios setups do analista.

“A formação é pensada para atuação profissional do day trader, com técnicas utilizadas em corretoras e mesas de operação. Ela serve tanto para quem deseja operar por conta própria como para quem prefere trabalhar em uma instituição financeira”, explica Araújo.

O minicurso está estruturado para que qualquer pessoa, independentemente do seu nível de conhecimento sobre mercado financeiro, possa aprender as ferramentas para operar.

Todos os alunos também recebem dicas pessoais do próprio Rogério, como cuidados a serem tomados, técnicas para proteger as operações de quedas bruscas, sugestões de preparação para a abertura do mercado e estratégias de controle emocional.

Além disso, a formação leva em conta as várias estratégias de trading, tanto as operações de curtíssimo prazo encerradas no mesmo dia (day trade), como o trade de estrutura, que mira determinada renda mensal, ou o trade focado na gestão de carteiras.

Como existe alta procura, os interessados em fazer gratuitamente o minicurso devem se inscrever na pré-lista, que pode ser acessada pelo botão abaixo:

The post ‘Pare de clicar feito um idiota’: Day trader milionário refuta ‘trade ostentação’ e mostra como buscar renda de até R$ 30 mil por mês sem chefe nem escritório; entenda appeared first on Seu Dinheiro.

Mission News Theme by Compete Themes.