Press "Enter" to skip to content

O que o “senhor mercado” diz sobre a Selic, Vale, Aura Minerals e outros destaques do dia

Se você quer saber o que o mercado espera para a taxa de juros, pergunte direto a ele. Foi o que me ensinou o grande professor Jose Roberto Securato, logo na primeira aula do meu MBA em finanças patrocinado pela antiga BM&F (atual B3).

O raciocínio é simples: qualquer pessoa pode ter uma opinião sobre o futuro da Selic, mas ela nem sempre (ou quase nunca) expressa o que realmente deve acontecer com as taxas.

Existe hoje, por exemplo, um certo consenso de que a Selic precisa subir, mas a intensidade do aperto monetário divide opiniões.

Uma parte do mercado entende que o Banco Central precisa ser implacável com o aumento da inflação e acelerar o processo de elevação da Selic.

Outro grupo avalia que a disparada dos preços é um fenômeno passageiro e que uma dose muito forte de alta dos juros pode dar fim à recuperação ainda frágil da economia.

As visões podem variar, mas e se você tivesse de colocar dinheiro na sua expectativa para a trajetória da Selic? Os investidores fazem isso todos os dias no mercado de juros futuros negociados na B3.

A leitura da chamada “curva de juros” — uma representação da visão do “senhor mercado” — aponta que a Selic pode subir dos atuais 5,5% para 10% ao ano. E em um momento crucial para o país: em outubro de 2022, na véspera das eleições presidenciais.

As taxas futuras superam e muito as projeções dos analistas do próprio mercado, que apontam para juros de 8% no fim do ano que vem. O que explica essa diferença? A Jasmine Olga e eu contamos a resposta para você nesta matéria.

O que você precisa saber hoje

ESQUENTA DOS MERCADOS
Dados da China desanimam exterior e bolsa deve olhar precatórios e prévia do PIB hoje. O IBC-Br deve ser divulgado agora pela manhã, com exterior misto após indícios de que a retomada econômica da China pode estar comprometida.

PERDENDO O EMBALO
Com aumento da inflação e risco político elevado, mercado já prevê crescimento do PIB abaixo de 1% em 2022. Além disso, bancos elevam suas projeções para o IPCA e para taxa básica de juros (Selic), neste e no próximo ano.

MINERADORA BARATA 
Ações da Vale caem pressionadas pelo minério, mas vem dividendo por aí; hora de comprar VALE3? Pagamento aos acionistas e avaliação de que papéis estão baratos mesmo em cenário pessimista para minério de ferro sustentam tese do BTG.

CAIU DEMAIS?
Plano & Plano (PLPL3), que cai quase 60% desde IPO, anuncia recompra de ações. Empresa pode recomprar até seis milhões de papéis – 9,33% do total -, em meio a um momento de baixa para o setor na bolsa.

CANADÁ VERDE E AMARELO
Com gestão brasileira, Aura Minerals (AURA33) lidera ranking de valorização da Bolsa de Toronto; conheça a empresa. A mineradora de cobre e ouro garantiu a liderança do ranking com uma valorização de 1.125% no período sob o comando do CEO Rodrigo Barbosa. 

TOO BIG TO FAIL? 
Governo da China negocia com bancos para evitar calote da Evergrande; entenda o que pode estar por vir. Pequim corre contra o relógio para solucionar crise da dívida da megaincorporadora e preservar credores.

AGENDA DO GOVERNO
Prioridade zero é Bolsa Família de R$ 300, diz Guedes.De acordo com o ministro, os recursos do programa social serão bancados com recursos advindos do imposto de renda e estarão dentro do teto de gastos do governo federal.

The post O que o “senhor mercado” diz sobre a Selic, Vale, Aura Minerals e outros destaques do dia appeared first on Seu Dinheiro.

Mission News Theme by Compete Themes.