segunda-feira, março 1

“O Guedes fica de goleiro, com o Bolsonaro chutando a gol”