sábado, maio 1

Moto G60 vs Galaxy A72: qual intermediário potente tem mais vantagens?

Depois de surpreender com o Moto G100, a Motorola voltou a lançar um celular poderoso na linha Moto G, agora um modelo que pode ser considerado um real sucessor do Moto G9 Plus. O Moto G60 chegou com processador Snapdragon Série 700, câmera de altíssima resolução, bateria monstruosa e a maior taxa de atualização já vista em uma tela da Motorola.

Pelo preço e as especificações, o dispositivo deve atrair atenção de quem busca um intermediário parrudo, com muita potência e destaque em todas as áreas. Ou seja, é um dos concorrentes diretos do Galaxy A72, da Samsung, que também tem tela com alta taxa de atualização, hardware poderoso e bom conjunto de câmeras, além de bateria com boa capacidade.

Canaltech coloca Moto G60 e Galaxy A72 lado a lado para ajudar você, leitor, a ver qual dos dois é o mais indicado para as suas necessidades. Compare abaixo tela, processamento, câmeras, memória, bateria e recursos dos dois dispositivos para ver semelhanças e diferenças e, no final, pesar na balança a diferença de preço e decidir qual compensa mais.


Feedly: assine nosso feed RSS e não perca nenhum conteúdo do Canaltech em seu agregador de notícias favorito.

Design

Moto G60 com seu módulo de câmeras com lentes destacadas (Imagem: Felipe Junqueira/Canaltech)

Por se tratarem de dispositivos intermediários, não dá para esperar muita coisa em construção. Não que as laterais e traseira tenham acabamento de má qualidade, mas é plástico, um material mais barato que o alumínio ou o vidro. O Moto G60 tem a traseira brilhante, que pega bastante marcas de dedos, ao passo que o Galaxy A72 tem tampa fosca, que disfarça melhor estes vestígios.

Ambos possuem retângulo no canto superior esquerdo para as câmeras traseiras, mas apenas o modelo da Motorola traz também o leitor de impressão digital no local onde fica o logo da marca. No Galaxy A72, o desbloqueio é realizado pela leitura sob a tela, que aliás é bem parecida em ambos, com bordas mínimas e um furo centralizado na parte de cima para a câmera frontal.

A disposição dos botões é a mesma nos dois modelos, com o controle de volume e liga/desliga no lado direito, sendo que a presença de um botão exclusivo para o Assistente do Google no Moto G60 é a única diferença. A gaveta de chips fica na lateral esquerda no modelo da Motorola e no topo do Galaxy A72, e ambos trazem conector USB-C e alto-falante na parte inferior, enquanto o conector P2 para fone de ouvido fica embaixo no A72 e na parte de cima do Moto G60.

Galaxy A72 está disponível em quatro cores (Imagem: Divulgação/Samsung)

Para quem gosta de muitas opções de cores, o modelo da Samsung oferece maior variedade, com opções em azul, branco, preto e violeta, enquanto o Moto G60 só pode ser encontrado em azul ou champagne. O modelo da Motorola ainda é consideravelmente mais pesado que o da Samsung, com 225 gramas contra 203 gramas, e também é um pouco maior em altura e espessura, mas menos largo, com 169,6 x 75,9 x 9,75 mm contra 165 x 77,4 x 8,4 mm, respectivamente.

Tela

  • Moto G60: IPS LCD de 6,8 polegadas com resolução Full HD (1080 x 2400 pixels), taxa de atualização de 120 Hz;
  • Samsung Galaxy A72: Super AMOLED de 6,7 polegadas com resolução Full HD (1080 x 2400 pixels), taxa de atualização de 90 Hz;

O tamanho das telas é parecido em polegadas, mas há uma diferença grande na proporção de cada display. O Moto G60 tem 6,8 polegadas e é 20,5:9, enquanto o Galaxy A72, com suas 6,7 polegadas, tem proporção 20:9. Pode não parecer, mas isto ajuda a explicar como o modelo da Samsung é mais largo que o da Motorola, fato ao qual se soma ainda à diferença no aproveitamento frontal, de cerca de 85,3% contra 84,4% no G60 e A72, respectivamente.

Ambos ainda repetem a mesma resolução, Full HD, mas a quantidade de pixels no lado maior evidencia ainda mais a diferença na proporção, já que o Moto G60 tem 1080 x 2460 pixels, contra 1080 x 2400 pixels, ou seja, 60 pixels a mais para conteúdo na tela.

E aí tem a diferença no tipo de painel, IPS LCD e Super AMOLED como opção de Motorola e Samsung, respectivamente, que faz com que o Moto G60 traga cores mais suaves, mas com um preto acinzentado, contra cores mais vivas e contraste mais evidente no Galaxy A72. O G60, entretanto, fica em vantagem por trazer o HDR10, que ficou ausente do A72, além da taxa de atualização maior, de 120 Hz, contra 90 Hz, que pode dar uma pequena vantagem aos jogadores no modelo da Motorola.

Câmeras

  • Moto G60: 108 MP (f/1,9, principal) + 8 MP (f/2,2, híbrida ultra wide e macro) + 2 MP (f/2,4, profundidade) + 32 MP (f/2,2, frontal);
  • Samsung Galaxy A72: 64 MP (f/1,8, principal) + 12 MP (f/2,2, ultra wide) + 5 MP (f/2,4, macro) + 8 MP (f/2,4, teleobjetiva com zoom de 3x) + 32 MP (f/2,2, frontal).

O Moto G60 traz uma câmera de altíssima resolução, com 108 MP na principal, enquanto o Galaxy A72 fica com 64 MP. Mas pixel não é tudo em fotografia, e o modelo da Samsung entra em vantagem ao entregar estabilização óptica de imagem, que pode ajudar bastante em ambientes com menos luz, principalmente, já que evita alguns borrões na foto ao aumentar o tempo de exposição.

Com apenas três câmeras na traseira, Moto G60 consegue oferecer quatro quadros diferentes para fotos (Imagem: Felipe Junqueira/Canaltech)

A segunda câmera é bem diferenciada no Moto G60, que já une a lente ultra wide com uma macro, usando o mesmo sensor para fotos com campo de visão ampliado ou muito próximas. Por isso são apenas três câmeras, sendo a terceira um sensor de profundidade que só auxilia o aparelho a recortar o fundo no modo retrato e em recursos como destaque de cor e afins.

O Galaxy A72 utiliza dois sensores diferentes para os enquadramentos distintos, um ultra wide de 12 MP e um macro de 5 MP, e fecha o quarteto com uma teleobjetiva de 8 MP que tem aproximação óptica de 3x, ou seja, sem a perda de qualidade que você teria ao aproximar digitalmente.

Por fim, ambos trazem câmera de selfies de 32 MP, além da capacidade de filmarem vídeos em 4K a 30 quadros por segundo tanto com o conjunto principal quanto com a frontal.

Processador e memória

  • Moto G60: Snapdragon 732G Octa-core (8nm, 2x 2,3 GHz Kryo 470 Gold + 6x 1,8 GHz Kryo 470 Silver), 6 GB RAM, 128 GB armazenamento;
  • Galaxy A72: Snapdragon 720G Octa-core (8nm, 2x 2,3 GHz Kryo 465 Gold + 6x 1,8 GHz Kryo 465 Silver), 6 GB RAM, 128 GB armazenamento.

O hardware também tem algumas diferenças, já que o Moto G60 tem um pouco mais de folga para lidar com as tarefas mais comuns de 2021 comparado com o Galaxy A72. A diferença, na prática, não deve ser sentida por muitos usuários, já que está em um detalhe da arquitetura dos núcleos de processamento, enquanto a GPU é a mesma Adreno 618 para os dois modelos.

Diferencial do Galaxy A72 em câmeras está na estabilização óptica de imagem (Imagem: Divulgação/Samsung)

Em capacidade de memória, empate, com 6 GB de RAM e 128 GB de armazenamento em ambos, que também oferecem a expansão com cartão microSD.

Bateria

  • Moto G60: 6.000 mAh, carregamento de 20 W;
  • Galaxy A72: 5.000 mAh, carregamento de 25 W (15 W carregador na caixa);

A capacidade de bateria é consideravelmente maior no modelo da Motorola, que tem 6.000 mAh e, segundo a fabricante, pode ficar cerca de 54 horas longe da tomada sem desligar. Já o concorrente da Samsung traz 5.000 mAh e dura dois dias, segundo a empresa. Ou seja, o Galaxy A72 vai pedir recarga algumas horas antes do Moto G60, sendo que este segundo chega perto de dois dias e meio longe do carregador, em uso normal.

Haveria uma vantagem para o A72 na capacidade de recarga, já que um carregador de 25W preenche 5.000 mAh muito mais rápido do que um carregador um pouco menos potente, de 20 W, consegue retornar os 6.000 mAh no G60. Porém, a Samsung envia um carregador um pouco menos potente na caixa do seu celular, de 15 W. Se você tiver um mais potente em casa ou puder adquirir separadamente, é uma boa ideia.

Recursos extras

Tela com taxa de atualização de 120 Hz do Moto G60 é a mais fluida da Motorola (Imagem: Felipe Junqueira/Canaltech)

Moto G60 e Galaxy A72 são modelos intermediários e, portanto, não trazem muitos recursos extras, apesar de ainda terem suas cartas na manga. Os dois contam com leitura de impressão digital, que é na parte traseira no celular da Motorola e na frente, embaixo da tela, no da Samsung. Pensando em conectividade, ambos contam com Wi-Fi dual-band, Bluetooth 5.0 e suporte ao NFC, que permite fazer pagamentos por aproximação.

E aí entram algumas vantagens do Galaxy A72, que tem certificação IP67 contra água e poeira, que garante que ele deve sobreviver a uma submersão por até 1 metro de profundidade por até 30 minutos, e sistema de som estéreo. O Moto G60 só possui revestimento contra respingos d’água e traz som mono.

Além disso, o aparelho da Samsung deve receber até três versões do Android, ou seja, deve chegar até o Android 14, já que sai da caixa com o 11, ao passo que o da Motorola chega com a mesma versão e só tem garantia de receber mais uma. Com um ano de atualizações de segurança adicionais para cada, o Galaxy A72 está protegido por até quatro anos, contra apenas dois do Moto G60.

Moto G60 vs Galaxy A72: qual vale mais a pena?

O Moto G60 parece ter mais vantagens ao olhar a ficha técnica, com taxa de atualização da tela maior, processador mais potente, bateria de maior duração e câmera principal com maior resolução, além do combo ultra wide + macro. Porém peca em alguns detalhes quando analisado lado a lado com o Galaxy A72, por entregar som mono e menos cobertura em atualizações, ou seja, software com menor durabilidade.

Galaxy A72 é um poderoso intermediário da Samsung (Imagem: Divulgação/Samsung)

Por outro lado, o Galaxy A72 tem certificação IP67 contra água e poeira, som estéreo e ao menos quatro anos de atualizações de segurança, além de três versões do Android prometidas. Além disso, não fica muito atrás em tela — e ainda alguns usuários podem ver vantagem no painel Super AMOLED sobre o IPS LCD —, tem processador quase tão potente quanto, mesma capacidade de memória, bateria que não fica muito atrás e conjunto de câmeras com estabilização óptica de imagem e teleobjetiva com zoom de 3x.

As vantagens de cada um estão aí, resumidas, e só cabe a você decidir, avaliando a diferença de preço entre cada um, qual deles é mais vantajoso para o seu uso. Independente de qual escolher, vai levar para casa um celular potente e que deve aguentar muitos anos de uso sem dar problemas.

Moto G60: ficha técnica

  • Tela: IPS LCD de 6,8″ com resolução Full HD (2400 x 1080 pixels), taxa de atualização de 120Hz, HDR10;
  • Chipset: Qualcomm Snapdragon 732G Octa-core até 2,23 GHz;
  • Memória RAM: 6 GB;
  • Armazenamento interno: 128 GB, expansível com cartão microSD;
  • Câmera traseira: 108 MP (f/1,9, principal) + 8 MP (f/2,2, híbrida ultra wide 118° e macro) + 2 MP (f/2,4, profundidade);
  • Câmera frontal: 32 MP (f/2.2);
  • Dimensões: 169,6 x 75,8 x 9,8 mm;
  • Peso: 225 gramas;
  • Bateria: 6.000 mAh com recarga de 20 W (carregador na caixa);
  • Extras: 4G, conectores USB-C e P2, NFC, rádio FM, Bluetooth 5.0, Wi-Fi dual-band, leitor de impressão digital traseiro, ThinkShield for Mobile;
  • Cores disponíveis: azul e champagne;
  • Sistema operacional: Android 11.

Samsung Galaxy A72: ficha técnica

  • Tela: Super AMOLED de 6,7 polegadas com resolução Full HD, 800 nits, taxa de atualização de 90 Hz;
  • Chipset: Qualcomm Snapdragon 720G Octa-core até 2,3 GHz;
  • Memória RAM: 6 GB;
  • Armazenamento interno: 128 GB;
  • Câmera traseira: 64 MP (f/1,8, principal) + 12 MP (f/2,2, ultra wide) + 5 MP (f/2,4, macro) + 8 MP (f/2,4, teleobjetiva com zoom de 3x);
  • Câmera frontal: 32 MP (f/2,2, frontal);
  • Dimensões: 165 x 77,4 x 8,4 mm;
  • Peso: 203 gramas;
  • Bateria: 5.000 mAh com carregamento até 25 W;
  • Extras: certificação IP67, recarga rápida, leitor de digitais na tela, alto-falantes estéreo com Dolby Atmos, zoom óptico de 3x;
  • Cores disponíveis: azul, preto, branco, violeta;
  • Sistema operacional: One UI 3.1 sob o Android 11.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech: