Press "Enter" to skip to content

Ministro da Saúde diz que não há mudança de estratégia para a Coronavac

No início desta segunda-feira (21), o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, revelou que não haverá qualquer mudança de estratégia para a aplicação da CoronaVac. A declaração do ministro foi feita em audiência ao Senado Federal, revelando que já foram feitas diversas reuniões em conjunto com Dimas Covas, presidente do Instituto Butantan, e também com o embaixador chinês, Yang Wanming, para facilitar a chegada de IFA (Ingrediente Farmacêutico Ativo) ou da vacina já pronta para a aplicação.

Com mais de 500 mil óbitos pela COVID, situação no Brasil ainda é crítica Por que o coronavírus se espalhou tão rápido no Brasil? Estudo explica Anvisa autoriza testes com terceira dose da vacina da Pfizer contra COVID-19

Queiroga também disse na audiência que a CoronaVac ainda não tem registro definitivo da Anvisa, mas que isso não significa que o imunizante não seja eficaz contra a COVID-19. “Estamos avaliando não só a CoronaVac, mas todas as outras vacinas”, disse. O ministro contou ainda que a vacina vem sendo útil para o programa de imunização brasileiro, e que essa é a posição oficial do Ministério da Saúde.

Imagem: Reprodução/Freepik

O ministro da Saúde afirmou que há também o interesse no desenvolvimento da ButanVac, o primeiro imunizante em potencial com produção completamente nacional, além de outros projetos. Queiroga disse ainda que toda a população brasileira adulta, aqueles com mais de 18 anos, serão imunizados com a primeira dose até o mês de setembro deste ano.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Teoria de Stephen Hawking é confirmada por colisão entre dois buracos negros Google Fotos | Por que algumas pessoas ainda têm backup ilimitado? Preço do Bitcoin despenca após China desligar 90% de sua capacidade de mineração Os 10 filmes mais pirateados da semana (20/06/2021) Windows 11 terá melhores ajustes para quem usa vários monitores

Mission News Theme by Compete Themes.