segunda-feira, março 1

Marvel recupera direitos de O Justiceiro e Jessica Jones da Netflix

Dois grandes sucessos da Netflix estão de volta aos corredores criativos da Marvel: Jessica Jones e O Justiceiro já possuem seus direitos recuperados de distribuição, o que significa que agora a empresa pode escolher se deseja reaproveitar os personagens em futuras produções ou dar continuidade às séries canceladas. O acordo previa que os direitos desses personagens pertenceriam à Netflix por dois anos após o cancelamento de suas produções, que em ambos os casos aconteceu em 2019.

Jessica Jones está de volta à sala criativa da Marvel Studios! (Imagem: Divulgação / Netflix)

Jessica Jones trouxe Krysten Ritter, que até o lançamento da série era conhecida por seus papéis nas séries Breaking Bad e Don’t trust the B**** in Apartment 23. Considerada a frente de seu tempo por trazer protagonismo feminino em uma produção da Marvel (anos antes de Capitã Marvel e Viúva Negra), a produção trouxe a personagem que abandonou a breve carreira de super-heroína para focar na vida de detetive particular em Nova York. A primeira temporada foi altamente elogiada pela crítica especializada por trazer discussões sobre agressão sexual para a tela, dois anos antes do movimento #MeToo ganhar popularidade.

O Justiceiro, por sua vez, foi estrelado por Jon Bernthal. Diretamente dos quadrinhos, o personagem resolve se vingar dos responsáveis pela morte de sua família e revelar uma conspiração militar que envolve o assassinato. O ator já havia aparecido em Demolidor como o ex-fuzileiro naval Frank Castle, mas em 2017 ganhou sua própria série, que logo foi cancelada pela Netflix em 2019 com apenas duas temporadas no catálogo.


CT no Flipboard: você já pode assinar gratuitamente as revistas Canaltech no Flipboard do iOS e Android e acompanhar todas as notícias em seu agregador de notícias favorito.

Outros personagens como Punho de Ferro já tiveram seus direitos devolvidos para a Marvel (Imagem: Divulgação / Netflix)

Há quem diga que os cancelamentos da Marvel na Netflix estavam diretamente envolvidos com o surgimento do Disney+ e, consequentemente, a produção de séries exclusivas para o serviço de streaming. Como tudo envolvia questões contratuais, a Disney não poderia mexer nos personagens que tiveram séries na Netflix até o contrato de exclusividade criativa e de distribuição expirar. Demolidor foi o primeiro, cujo acordo foi encerrado em 2020; Luke Cage e Punho de Ferro tiveram seus direitos devolvidos para a Marvel no mesmo mês; agora é a vez de Jessica Jones e O Justiceiro.

Ainda que Luke Cage, Frank Castle (Justiceiro) e Danny Rand (Punho de Ferro) ainda não tenham seus nomes envolvidos em futuros projetos, agora a equipe criativa da Marvel pode utilizá-los sem nenhum problema para séries e filmes do MCU. Recentemente, um “vazamento” sugeriu que Charlie Cox foi visto no set de Homem-Aranha 3 e que o Demolidor já concluiu sua participação no terceiro filme de Peter Parker, mesmo que nenhuma foto ou vídeo tenha registrado a aparição do ator no local.

Demolidor estaria de volta no Universo Cinematográfico Marvel? (Imagem: Divulgação / Netflix)

Quanto à Jessica Jones, um rumor de DanielRPK, que já adiantou diversas informações confiáveis em sua carreira, sugere que a atriz Krysten Ritter estaria voltando para a personagem ao lado de Tatiana Maslany em She-Hulk. Novamente, não há nenhum detalhe ou fonte que confirme isso, mas vale lembrar que Kevin Feige, o presidente da Marvel, já declarou em uma entrevista ao DEADLINE que as séries da Marvel para o Disney+ são tratadas como prioridade no momento, mas não descartou as possibilidades dessas amadas produções da Netflix voltarem a serem discutidas. “Certamente vocês viram nossos anúncios na Comic-Con de um ano e meio atrás, e recentemente as séries no Disney Investor Day. Esse é o nosso foco no momento. Mas estou trabalhando na Marvel por tempo suficiente e aprendi que nunca deve se dizer nunca para qualquer assunto”, comentou o líder da empresa.

A empresa iniciou a Fase 4 do MCU de forma ousada, inserindo personagens dos filmes de forma ousada em WandaVision e criando um verdadeiro fan-service para o público. Mesmo tudo incerto e aparentemente difícil de acontecer, não há como definir o que o futuro reserva para Jessica Jones, Frank Castle e o restante dos personagens que já tiveram séries para a Netflix.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech: