Press "Enter" to skip to content

Leilão da Celg, nova aquisição da Hapvida, prévias de Cyrela, Cury, Even e de outras construtoras e mais notícias

SÃO PAULO – O noticiário corporativo desta quinta-feira (14) tem como destaque as prévias operacionais de diversas construtoras, como Cyrela, Cury, Even, Melnick e Moura Dubeux. Além disso, hoje acontece o leilão da Celg Transmissão, que deve contar com a participação de empresas da B3.

Power BI para Investidores

Já a Hapvida comunicou a aquisição, por meio da subsidiária Ultra Som Serviços Médicos, de 100% do capital social da empresa Viventi Hospital Asa Sul. Confira os destaques:

Leilão de transmissão

O leilão da Celg Transmissão será realizado nesta quinta-feira às 14h, na sede da B3, em São Paulo.

O ativo conta com 755 quilômetros de extensão de linhas de transmissão (a maior parte em Goiás), com contratos de concessão com prazo final entre 2043 e 2046. Ao todo, são 12 subestações próprias, que representam uma receita anual permitida (RAP) da ordem de R$ 216 milhões.

Na avaliação do Credit Suisse, Taesa (TAEE11), CPFL Energia (CPFE3) e EDP Energia (ENBR3) estão entre os potenciais licitantes, juntamente com a Energisa (ENGI11).

A casa de análise Levante vê ainda uma possível participação na disputa de Isa Cteep (TRPL4). Confira o que esperar para o leilão. 

Petrobras (PETR3;PETR4)

A Câmara dos Deputados aprovou na quarta-feira o texto principal de projeto que fixa o ICMS incidente sobre os combustíveis, uma proposta defendida pelo presidente Jair Bolsonaro, mas que não conta com a simpatia de boa parte dos governadores.

O projeto foi enviado originalmente ao Congresso pelo governo de Bolsonaro, que credita a alta dos combustíveis aos governadores e ao ICMS cobrado pelos entes da Federação.

A proposta também recebeu o apoio do presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL).

Os governos estaduais afirmam, no entanto, que sofrerão perda de R$ 24 bilhões com o projeto que muda o cálculo do ICMS, e apontaram a política de preços praticada pela Petrobras como a verdadeira responsável pelos preços altos praticados no país.

O texto principal foi aprovado com 392 votos a favor e 71 contrários.

“Se aprovada, essa mudança resultaria em uma redução do preço na bomba de curto prazo, bem como reduziria a volatilidade nos preços da bomba. Vale ressaltar que o projeto de lei ainda precisa ser aprovado no Senado para surtir efeito. Em suma, vemos isso como uma boa notícia para o setor, em particular para a Petrobras, pois aborda o debate político sobre os preços dos combustíveis no Brasil, sem interferir nos preços de mercado nas refinarias”, aponta o Credit Suisse.

Ainda no radar, a Petrobras informou ter recebido ofertas vinculantes de interessados na aquisição dos ativos de produção terrestres localizados na Bacia do Recôncavo e Tucano, no estado da Bahia, denominados conjuntamente de Polo Bahia Terra.

A estatal disse que “o consórcio formado pela Aguila Energia e Participações Ltda e pela Infra Construtora e serviços Ltda apresentou a melhor proposta, em valor superior a US$ 1,5 bilhão, com a Diretoria Executiva da companhia aprovado o início da fase de negociação”.

Cyrela (CYRE3)

A Cyrela registrou R$ 2,2 bilhões em valor geral de vendas (VGV) de lançamentos no terceiro trimestre de 2021, alta de 33,2% ante o mesmo período de 2020. Segundo a prévia operacional da empresa, divulgada nesta quarta-feira, a companhia lançou 12 empreendimentos entre julho e setembro.

Por outro lado, as vendas líquidas contratadas no terceiro trimestre somaram R$ 1,366 bilhão, valor 20,2% inferior ao registrado no mesmo intervalo do ano anterior e 12,5% abaixo do segundo trimestre de 2021.

Cury (CURY3)

A Cury lançou seis empreendimentos no terceiro trimestre, com um VGV de R$ 720,2 milhões e alta de 81,5% em relação a igual período de 2020.

Even (EVEN3)

O VGV total da Even foi de R$ 767 milhões, com R$ 658 milhões direcionados à companhia, montante que superou em 5,7% igual período de 2020.

Houve queda de 42,3% nas vendas líquidas, que somaram R$ 277 milhões nos primeiros nove meses do ano.

Melnick (MELK3)

A Melnick anunciou o lançamento de dois empreendimentos no terceiro trimestre, com o VGV líquido de R$ 162,5 milhões, alta de 84,6% na base de comparação anual.

Moura Dubeux (MDNE3)

Os lançamentos imobiliários da Moura Dubeux subiram 52,1% no terceiro trimestre na comparação anual, para R$ 336,2 milhões em VGV líquido. As vendas contratadas subiram 23,4% e foram a R$ 343 milhões.

Lavvi (LAVV3)

A Lavvi anunciou um dividendo de R$ 120 milhões (equivalente a um dividend yield de 9.6%). O pagamento ocorrerá em 27 de outubro de 2021 e as ações negociarão ex-dividendos a partir de 19 de outubro de 2021.

“Vemos o pagamento como positivo, pois acreditamos que o caixa robusto da Lavvi pode suportar essa distribuição sem comprometer a sua alavancagem ou perspectiva de crescimento. Dito isso, esperamos uma reação positiva para o papel e reiteramos a nossa visão positiva para a companhia”, aponta a XP.

EDP Brasil (ENBR3)

A EDP Brasil divulgou sua prévia operacional do terceiro trimestre de 2021. No segmento de distribuição, a empresa viu aumento de 4,2% no volume de energia distribuída entre julho e setembro sobre o mesmo período do ano passado, a 6,446 MWh, sendo alta de 3,8% na EDP São Paulo (3,927 MWh) e 5% na EDP Espírito Santo (2,518 Mhw).

No acumulado e janeiro a setembro, o volume de energia distribuída cresceu 8% ante igual período do ano anterior, com alta de 8,2% na EDP São Paulo e 7,9% na EDP Espírito Santo.

PetroReconcavo (RECV3)

A petroleira brasileira PetroReconcavo venceu chamada pública para o fornecimento de gás natural para a Companhia Paraibana de Gás (PBGás), distribuidora do insumo na Paraíba, a partir de janeiro de 2022, informou a companhia em nota nesta quarta-feira.

O contrato, a ser celebrado na primeira semana de novembro, terá duração de dois anos, com fornecimento de 50 mil m3/dia de gás natural em 2022 e 150 mil m³/dia em 2023.

Log-in (LOGN3)

A operadora logística Log-In anunciou nesta quarta-feira a compra de dois navios porta-contêineres a serem construídos pelo estaleiro chinês Zhoushan Changhong e com entregas previstas para fim de 2023 e maio de 2024.

A companhia afirmou em fato relevante ao mercado que o valor de cada embarcação é de 42,6 milhões de dólares e que eles têm capacidade nominal de 3.158 TEUs, unidade equivalente a um contêiner de 20 pés.

Segundo a Log-In, a capacidade dos navios é cerca de 25% maior do que a do Log-In Polaris, a embarcação mais moderna da frota da companhia. “Porém, com performance similar de consumo de combustível por contar com tecnologia mais atual e eficiente”, afirmou a empresa no fato relevante.

Hapvida (HAPV3)

A Hapvida comunicou a aquisição, por meio da subsidiária Ultra Som Serviços Médicos, de 100% do capital social da empresa Viventi Hospital Asa Sul, em Brasília (DF), por R$ 22 milhões. Além do hospital, a Hapvida fechou acordo com o proprietário do imóvel onde está o Hospital Viventi

(com Reuters e Estadão Conteúdo)

Analista da Clear apresenta plano detalhado para começar a construir uma renda diária utilizando a Bolsa de Valores. Inscreva-se grátis.

Mission News Theme by Compete Themes.