Press "Enter" to skip to content

Jovem empreende e inova no e-commerce

Dia após dia, os empreendedores brasileiros usam a tecnologia como grande aliada para divulgar produtos, expandir o trabalho e, consequentemente, conquistar melhores resultados financeiros. E os desafios de iniciar e levar adiante um projeto ficam facilitados quando somados à inovação, motivação educacional, curiosidade, apoio e perseverança. Este é o caso de Letícia Pavim. A jovem de 20 anos iniciou um empreendimento no segmento de e-commerce de acessórios, a Yugen Concept, e conquistou, em pouco tempo, um faturamento notável. Em entrevista ao Instituto Millenium, ela contou um pouco mais sobre a experiência. Ouça!

Estudante de Relações Internacionais na Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) desde 2018, Letícia teve a ideia da sua marca de pulseiras de prata com pedras naturais após ingressar, no ano passado, em uma matéria do curso de administração chamada “Comércio Eletrônico”. “Tive mais ou menos uns três meses para criar. Desenvolver o site do zero, ir atrás de tudo. Inicialmente, iria fazer com dois amigos, mas eles acabaram saindo da matéria, porque realmente é um desafio muito grande, e eu sempre tive esse apelo pela área comercial por causa da minha família”, destaca.

Letícia frisa que, além de a matéria da faculdade ter servido como “gatilho” de incentivo, o apoio familiar, dos amigos e a força de vontade também foram essenciais para que ela pudesse abrir o seu negócio, onde cada acessório tem um significado do que o cristal transmite. “Estudei como desenvolver um site, toda essa parte técnica. Tive que fazer tudo sozinha”, diz. Ela detalha ainda que suas amigas deram ideias de peças e de como poder se comunicar. Além disso, uma amiga em especial, que é publicitária e fotógrafa, a ajudou com as fotos para a loja virtual, que passam o conceito e a identidade da sua marca.

Leia também
Departamento atua para simplificar regras para abertura de empresas
Menos Estado, mais liberdade para sonhar, empreender e realizar!

A jovem revela que, um período após ter iniciado o empreendimento, também começou a investir em publicidade no Instagram e no Facebook, porém, com valores baixos. “Este ano comecei a investir um pouco mais na questão de publicidade nas redes sociais. Sempre fui muito nesse “boca a boca” [antes de começar a investir em anúncios pagos]. As pessoas compraram muito a ideia da marca e divulgam. Compram e já postam no stories, já marcam [nas redes sociais]. Tive muito esse crescimento orgânico e agora estou focando mais para expandir a marca também com o investimento pago.”

O nome “Yugen Concept” é um termo japonês, que significa uma profunda percepção que você tem em relação ao universo, que traz um sentimento profundo e misterioso que não cabe em palavras. A jovem empreendedora afirma que quis implementar esse “significado profundo”, a consciência da existência no universo por meio dos produtos que vende. “Eu queria passar muito essa energia, essa coisa mais profunda. Quando eu recebo mensagens das pessoas falando que sentiram essa energia, que se sentem, sendo a pulseira, o colar, o brinco, enfim, como se fosse um amuleto para elas de sorte, de bem-estar, de felicidade, fico muito feliz, me sinto muito realizada. Esse é o intuito da marca”, explica.

E, em pouco tempo, Letícia Pavim já diversificou os produtos no seu e-commerce. No começo, ela queria fazer camisetas e pulseiras, mas optou apenas pelo o último produto para poder iniciar os trabalhos. “É uma coisa que penso muito, nessa coisa do alinhamento do pessoal com o profissional. Tem que estar casado. Se não acreditasse na energia dos cristais, em tudo isso, eu não iria conseguir estar até agora com a marca, crescendo cada vez mais”, disse a estudante, que não imaginava que a marca poderia lucrar tanto.

+ Associe-se e se torne membro do Clube Millenium para receber conteúdos exclusivos

Hoje, o e-commerce criado por Letícia atende 14 estados. Além disso, outro fator que a alegra é o faturamento, que foi além do esperado. Letícia frisa que o resultado que tem obtido é devido à energia que coloca em seu projeto. “Coloco muito amor em tudo, as pessoas foram sentindo e cada vez chamando mais pessoas para ver, presenteando, postando nas próprias redes sociais. Realmente não esperava [esse retorno]. Eu estou realmente muito feliz com o crescimento da marca e, claro, quero ver cada vez mais expandir para alcançar todo o Brasil e, quem sabe, daqui a alguns anos, ela ser internacional também”, prevê.

A jovem empreendedora salienta que o seu objetivo sempre foi “criar um estilo de vida, e não uma marca onde você entra e compra um acessório qualquer”. “Quero realmente crescer cada vez mais, quem sabe ter cursos mais para frente e tudo. Acredito muito que tudo é possível. O céu realmente é o limite”, afirma.

The post Jovem empreende e inova no e-commerce appeared first on Exame.

Mission News Theme by Compete Themes.