Press "Enter" to skip to content

Ibovespa cai com fiscal, na contramão de fortes altas no exterior

O Ibovespa encerrou o pregão desta quinta-feira, 14, sem conseguir acompanhar as altas do mercado internacional, que segue otimista com a temporada de balanços dos Estados Unidos. 

Power BI para Investidores

O principal índice da B3 chegou a operar no positivo ao longo do dia e, nos minutos finais do pregão, diminuiu as perdas. Ainda assim, o saldo final foi uma queda de 0,56%, aos 112.815 pontos. No câmbio, o dólar comercial subiu 0,13%, a 5,51 reais.

Invista com o maior banco de investimentos da América Latina. Abra sua conta no BTG Pactual digital

O que segurou o Ibovespa foram as pressões fiscais internas. Segundo a Bloomberg, o governo estuda corrigir o Bolsa Família pela inflação e prorrogar o auxílio emergencial – ainda que em menor valor – por mais dois anos, o que totalizaria um custo de 27 bilhões de reais. 

As incertezas fizeram o Ibovespa descolar do desempenho positivo dos índices dos EUA. Por lá, S&P 500Dow Jones e Nasdaq subiram cerca de 1,7%, após grandes bancos do país – como Bank of America, Citigroup, Morgan Stanley e Wells Fargo – terem apresentado balanços melhores do que os esperados nesta manhã. Os resultados chegaram a impulsionar as ações dos bancos brasileiros nos primeiros negócios do dia, mas logo entraram em terreno negativo, se tornando uma das principais âncoras para a queda do Ibovespa, com Bradesco (BBDC4) e Itaú (ITUB4) caindo 0,93% e 0,5%.

Além dos resultados corporativos, investidores ficaram atentos aos dados da inflação americana, que saíram abaixo do esperado, reduzindo os temores sobre a alta de preços no país. Divulgado nesta manhã, o índice de preço ao produtor americano (PPI, na sigla em inglês) cresceu 0,5% na comparação mensal ante a expectativa de 0,6% de alta. Já o núcleo do PPI saiu de 6,7% para 6,8% na comparação anual, abaixo do consenso de 7,1% de alta.

Na frente de crescimento, os pedidos semanais de seguro desemprego caíram de 329.000 para 293.000. Esta foi a primeira vez desde o início da pandemia em que o número ficou abaixo dos 300.000 pedidos. A inflação e o desemprego mais fracos ajudaram a reduzir as preocupações de que o país entrasse em um estado de estagflação, movimento que combina inflação alta e crescimento estagnado.

Destaques da bolsa

Apesar do alívio, investidores continuam monitorando os sinais de disrupção da cadeia de suprimentos, que se refletem nos preços de commodities energéticas. Nesta manhã, o petróleo Brent sobe mais de 1% no mercado internacional, superando a marca de 84 dólares por barril. 

A valorização chegou a contribuir para a alta das ações da Petrobras (PETR3/PETR4), que subiram cerca de 1% durante a manhã. No caso da petroleira, a alta também repercutiu uma declaração do presidente Jair Bolsonaro, dizendo ter “vontade” de privatizar a estatal. Ao longo da tarde, porém, os papéis perderam força, e encerraram em queda de 0,17% no caso de PETR3 e alta de 0,17% para PETR4. 

Já a petroleira PetroRio (PRIO3), com menor peso, acompanhou a alta global da commodity e ficou entre as maiores altas do índice, subindo 4,45%.

As maiores altas, no entanto, estão com os papéis do Inter (BIDI4/BIDI11) e Banco Pan (BPAN4), que lideram os ganhos do dia avançando 5,53%, 5,17% e 4,41%, respectivamente, após registrarem fortes quedas na última semana.

Na ponta negativa estão os papéis da construção civil, após a divulgação das prévias operacionais de empresas do setor. Após apresentarem menor número de vendas no terceiro trimestre, os papéis Cyrela (CYRE3) recuaram 2,25%. Fora do Ibovespa, a Even (EVEN3), que também reportou menos vendas do que no mesmo período do ano passado, cai 4,17%. A Eztec (EZTC3) recuou 2,83%.

Também caíram as ações mais ligadas à economia doméstica. A maior queda do dia ficou com os papéis da Méliuz (CASH3), que caíram 4,97%. As varejistas Via (VIIA3), Americanas (AMER3) e Magazine Luiza (MGLU3) também encerraram o dia com perdas. As três recuaram mais de 2%.

Maiores altas

Maiores quedas

Inter
BIDI4

5,53%

Méliuz
CASH3

-4,97%

Inter
BIDI11

5,17%

Eztec
EZTC3

-2,83%

PetroRio
PRIO3

4,45%

BRF
BRFS3

-2,80%

Mission News Theme by Compete Themes.