Press "Enter" to skip to content

Human Rights Watch diz que Bolsonaro ameaça a democracia brasileira

A ONG internacional Human Rights Watch publicou nesta quarta-feira (15), Dia Internacional da Democracia, um texto no qual afirma que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) ameaça os pilares da democracia brasileira. São citados os ataques ao Supremo Tribunal Federal (STF), ameças às eleições de 2022 e o voto impresso, violação à liberdade de expressão de seus críticos, uma suposta prevaricação em relação à compra de vacinas para Covid-19 e os insultos ao ministro Luis Roberto Barroso (STF).

Power BI para Investidores

“As ameaças do presidente Bolsonaro de cancelar as eleições e agir fora da Constituição em resposta às investigações contra ele são imprudentes e perigosas. A comunidade internacional deve mandar uma mensagem clara ao presidente Bolsonaro de que a independência do judiciário significa que os tribunais não estão sujeitos às suas ordens”, afirma José Miguel Vivanco, diretor de Américas da Human Rights Watch. “O presidente Bolsonaro, um apologista da ditadura militar no Brasil, está cada vez mais hostil ao sistema democrático de freios e contrapesos. Ele está usando uma mistura de insultos e ameaças para intimidar a Suprema Corte, responsável por conduzir as investigações sobre sua conduta, e com suas alegações infundadas de fraude eleitoral parece estar preparando as bases para tentar cancelar as eleições do próximo ano ou contestar a decisão da população se ele não for reeleito”.

+ Presidente do Congresso devolve MP de Bolsonaro sobre redes sociais
+ Temer ri em jantar com adversário de Bolsonaro imitando presidente; assista

O post Human Rights Watch diz que Bolsonaro ameaça a democracia brasileira apareceu primeiro em ISTOÉ DINHEIRO.

Mission News Theme by Compete Themes.