Press "Enter" to skip to content

Google Chrome testa função do Windows 10 para usar menos RAM

O Google trabalha em uma melhoria para evitar que o Chrome deixe o Windows 10 lento. A empresa planeja usar a função da Microsoft conhecida como TerminateProcess, que permite o encerramento imediato de todos os processos ligados a um programa. A ideia é garantir que toda a RAM usada pelo navegador seja novamente liberada quando ele for fechado.

Google testa função do Windows no Chrome (Imagem: Reprodução)

Google testa função do Windows no Chrome (Imagem: Reprodução)

Os detalhes foram revelados no fórum do Chromium, projeto de código aberto que também é usado por navegadores como o Microsoft Edge. De acordo com um desenvolvedor, a função TerminateProcess está sendo adotada gradualmente em mais tipos de processos do motor, o que deve permitir um fechamento mais eficaz do navegador.

A Microsoft explica que a TerminateProcess serve para “causar a saída incondicional de um processo”. Ainda segundo a empresa, o recurso “interrompe a execução de todas as threads [ou seja, subdivisões] no processo e solicita o cancelamento de todas as E/S [entrada e saída de dados] pendentes”.

O que pode mudar no Chrome

Em resumo, o Chrome deverá funcionar de maneira mais adequada e com menos situações em que deixa de responder. Isso porque o navegador não vai acumular o consumo da RAM. Em vez disso, a memória será liberada novamente sempre que os usuários fecharem abas ou todo o navegador.

Hoje, quando você decide fechar o Chrome, não é raro que alguns processos do navegador continuem em aberto. Isso, é claro, contribui para que o Windows 10 fique mais lento. Com um uso maior da função da Microsoft, o navegador será fechado completamente e não vai manter nada rodando em segundo plano.

Com informações: Tom’s Guide.

Google Chrome testa função do Windows 10 para usar menos RAM

Mission News Theme by Compete Themes.