Press "Enter" to skip to content

Fone Bluetooth Realme Buds Air 2 Neo: som encorpado com cancelamento de ruído

Realme Buds Air 2 Neo (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Lançado ao lado do Buds Air 2 no Brasil, o Realme Buds Air 2 Neo é um fone true wireless com cancelamento ativo de ruído para quem não quer ou não pode gastar muito. Custando R$ 499, ele pode ser uma resposta agressiva aos populares e queridinhos Edifier X3 e Redmi AirDods 3, rivais que não têm tecnologia ANC. Resta saber se o vestível da Realme tem um som tão bom quanto esses dois. Será que vale a pena?

Power BI para Investidores

[Review] Fone Bluetooth Realme Buds Q: acessível e meio eclético
[Review] Fone Bluetooth Realme Buds Air Pro: graves densos e ANC

Além do cancelamento de ruído, ele chega ao mercado com aplicativo dedicado, certificação IPX5, 28 horas de reprodução total com o case e carregamento rápido. Eu avaliei o Realme Buds Air 2 Neo nas últimas semanas e conto em detalhes se ele é um bom negócio.

Análise do Realme Buds Air 2 Neo em vídeo

Aviso de ética

O Tecnoblog é um veículo jornalístico independente que ajuda as pessoas a tomarem sua próxima decisão de compra desde 2005. Nossas análises não têm intenção publicitária, por isso ressaltam os pontos positivos e negativos de cada produto. Nenhuma empresa pagou, revisou ou teve acesso antecipado a este conteúdo.

O Realme Buds Air 2 Neo foi fornecido pela Realme por empréstimo e será devolvido à empresa após os testes. Para mais informações, acesse tecnoblog.net/etica.

Design, conforto e case

Realme Buds Air 2 Neo (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

O Realme Buds Air 2 Neo tem um design em formato de cápsula idêntico ao do Buds Q, que eu testei no início deste ano e que ganhou a minha admiração por todo o conjunto. A única diferença está no acabamento e a marca trabalhou em poucos diferenciais por fora que são visíveis na borrachinha que traz um detalhe em amarelo na parte interna, enquanto na região externa há outro detalhe em azul brilhante.

Fora isso, o Buds Air 2 Neo tem uma construção simples de fone de entrada, sendo todo revestido em plástico. Assim como o Buds Q, eles têm um formato que favorece o encaixe no canal auditivo, consequentemente, o isolamento passivo é beneficiado. Na caixa, junto do cabo de alimentação, a empresa envia três pares de borrachinhas para diferentes ouvidos, mas aquelas que vieram pré-instaladas já ficaram confortáveis no meu caso.

Realme Buds Air 2 Neo (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Realme Buds Air 2 Neo (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

No uso diário, os fones permanecem firmes sem causar incômodos, o que é ótimo para você que procura dispositivos para usar durante as atividades físicas. E para dar aquele reforço na durabilidade, eles contam com a certificação IPX5, portanto são resistentes à água e ao suor.

Realme Buds Air 2 Neo (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Já o case do Realme Buds Air 2 Neo é horrível. Todo em plástico, ele é bem simples e escorrega da mão com muita facilidade. Chega a ser irritante porque isso sempre acontece quando você abre a tampa e eu infelizmente cheguei a derrubá-lo no chão sem querer algumas vezes. Em sua estrutura, a Realme adicionou a porta USB-C para alimentação, há um LED na frente e um botão interno de emparelhamento.

Recursos e conectividade

Para configurar e aproveitar melhor os recursos do fone, a chinesa disponibiliza o app Realme Link. Nele eu consegui ativar e desativar o cancelamento de ruído, o modo transparência, modo jogo e até alguns efeitos sonoros que eu explico melhor para que servem adiante. Eu gostei muito do Realme Link porque tudo o que você precisa está na primeira tela e não há segredos para usá-lo. A marca ainda fornece a porcentagem de bateria dos fones e case. A configuração, vale ressaltar, foi muito simples e rápida.

Realme Buds Air 2 Neo (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

O aplicativo também permite configurar os toques para acionar a assistente virtual, para controlar as faixas em reprodução ou ativar e desativar a tecnologia de cancelamento de ruído. De olho no público gamer, a Realme adicionou aqui o modo jogo que promete reduzir a latência durante as partidas. Eu já testei esse recurso em outros fones da Realme e confesso que não senti diferenças significativas. Para ser sincero, eu acho que nem precisava desse modo; a empresa poderia apenas entregar um dispositivo com baixa latência sem ficar ativando e desativando.

Ainda em conectividade, o Buds Air 2 Neo tem Bluetooth 5.2, versão excelente que garante ótima estabilidade. Nos meus testes, conectados a um Motorola Moto G50 5G, em alguns momentos o áudio ficava picotado quando eu me afastava do celular; quando pareados a um iPhone 11, porém, a comunicação era ótima e, mesmo longe, os fones continuaram tocando.

Qualidade de som e microfone

Realme Buds Air 2 Neo (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

O Realme Buds Air 2 Neo tem um som encorpado que ganhou os meus ouvidos. Ele não chega a ser tão fechado quanto o Redmi AirDots 3, mas entrega graves menos agressivos e, ao mesmo tempo, eles não prejudicam as demais frequências. Os médios soam limpos e com uma certa vivacidade, e os agudos são apreciados com equilíbrio.

No app Realme Link você encontra o menu efeitos sonoros para equalização simples. O Bass Boost+ deixa as frequências baixas mais impactantes, com graves se sobressaindo, o Dinâmico, por outro lado, destaca os médios e os agudos, porém eles ficam estridentes com muita facilidade. E, por fim, o modo Brilho, na minha percepção, dá ênfase ao vocal e volta a realçar as batidas.

Realme Buds Air 2 Neo (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Agora, sem nenhum desses modos, o Buds Air 2 Neo tem uma performance satisfatória. Em diferentes cenários, com pop, rock, jazz, eletrônica e com hip-hop, o fone se saiu muito bem, entregando uma reprodução animada e potente. Em hip-hop, contudo, pode acontecer de as batidas ficarem fortes em algumas faixas. Um rock, como Start Me Up, do Rolling Stones, toca com vocal e instrumentos marcantes; os agudos ficam balanceados, enquanto os médios e os graves não embolam e permanecem estáveis.

O microfone do Buds Air 2 Neo tem uma qualidade bem inferior: a compressão do Bluetooth é muito presente na comunicação e usar os fones durante uma ligação telefônica em um lugar barulhento é quase impossível, pois os componentes não conseguem filtrar o ruído.

Cancelamento de ruído e bateria

Realme Buds Air 2 Neo (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

O grande destaque do Realme Buds Air 2 Neo é que ele é um fone Bluetooth de entrada com cancelamento ativo de ruído, tecnologia ainda muito restrita a fones intermediários e topos de linha. Mas eu vou deixar algumas pessoas tristes agora, pois o ANC deste modelo é bem tímido e ele não foi capaz de reduzir sons do cotidiano, como latido de cachorro, carros e motos. Mesmo criando uma sensação de abafamento, o cancelamento de ruído não vai garantir uma experiência tão positiva.

Ele também tem o modo transparente que ativa os microfones para você escutar o que está à sua volta. Esse recurso, sim, apresentou uma boa performance. Ainda sobre o cancelamento ativo de ruído, várias vezes o recurso deixava de funcionar no aplicativo e eu tinha que apagar e conectar ao Realme Link outra vez. Eles precisam arrumar isso o quanto antes.

Realme Buds Air 2 Neo (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Na autonomia, a Realme diz que o Buds Air 2 Neo pode tocar por seis horas com o ANC ligado ou 7 horas com a tecnologia desativada. Com o ANC, o fone direito tocou por 6h06min e o esquerdo desligou dois minutos depois por falta de carga. Eles estavam conectados a um iPhone 12 tocando com volume em 50%. Isso mostra que a empresa cumpre o combinado, resultado excelente. Carregamento rápido é outro destaque do vestível: dez minutos no case garante mais 3 horas de som.

Realme Buds Air 2 Neo: vale a pena?

Realme Buds Air 2 Neo (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Como eu disse no decorrer deste review, o Realme Buds Air 2 Neo é um fone barato com cancelamento de ruído. Eu até poderia indicar ele para quem justamente está atrás de um fone relativamente barato com ANC, mas eu ainda fico receoso. A tecnologia de redução do produto é fraca e não foi capaz de oferecer uma boa experiência. Por isso, o novo Redmi Buds 3 Pro, que já pode ser encontrado no Brasil por até R$ 500, pode ser uma boa alternativa e, durante as minhas primeiras impressões, o ANC do aparelho da Xiaomi se mostrou mais eficiente. O review será publicado em breve.

Realme Buds Air 2 Neo (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

No restante, o Buds Air 2 Neo não vai decepcionar. Você vai encontrar aqui uma qualidade sonora animada, potente e até com um nível de detalhamento decente. É um dispositivo para quem aprecia graves e gosta de sentir as batidas de um pop, hip-hop e eletrônica. O microfone não é o melhor para videochamadas, mas vai dar conta do recado em locais silenciosos. O aplicativo é outro acerto: ele é fácil de usar, tem bons recursos e precisa de poucos ajustes.

No mesmo período em que este review está indo ao ar, o Realme Buds Air 2 Neo pode ser encontrado à venda por R$ 220, que é um preço interessante para um fone com essas características. Analisando todo o conjunto e excluindo o ANC, eu posso concluir que vale a pena, mas se você quer um modelo com cancelamento eficiente, é melhor ir atrás dos concorrentes porque a tecnologia do Buds Air 2 Neo muito provavelmente não vai te agradar. 

Fone Bluetooth Realme Buds Air 2 Neo: som encorpado com cancelamento de ruído

Mission News Theme by Compete Themes.