Press "Enter" to skip to content

Firefox dribla restrições do Windows 11 para escolher navegador padrão

A fundação Mozilla, empresa responsável pelo Firefox, recentemente facilitou a mudança para navegador padrão no Windows 10. A Microsoft permite apenas que o Edge seja definido como o browser preferido com um único clique, sem sequer sair da janela do programa, enquanto os demais devem ser selecionados manualmente no app de Configurações.

Chrome, Safari, Edge e Firefox se unem para melhorar extensões na web
Como instalar o Firefox [Windows e Mac]

Mozilla Firefox (Imagem: Reprodução/Firefox)

Firefox agora se tornar navegador padrão com um clique

Bom, agora o Edge não é o único com esse privilégio dentro do Windows 10. A Mozilla, através de uma espécie de engenharia reversa, identificou como permitir ao Firefox se tornar o navegador padrão sem todos esses processos adicionais. Assim, na versão 91 do browser, lançada no dia 10 de agosto, o usuário pode defini-lo como preferido com apenas um simples botão pop-up dentro do próprio Firefox.

A funcionalidade, teoricamente, seria exclusiva da Microsoft e sempre foi usada para promover o uso de seu navegador nativo do Windows. Contudo, a Mozilla silenciosamente conseguiu adicionar o mesmo recurso ao Firefox, que realiza agora todos os pequenos (e chatos) processos para se tornar o navegar padrão do sistema em segundo plano. Contudo, a investida da Mozilla dribla algumas proteções da Microsoft, incorporadas pela empresa no Windows 10 para garantir que malwares não possam definir aplicativos padrão.

Firefox agora permite selecioná-lo como navegador padrão com apenas um botão (Imagem: Reprodução/ Firefox)

“As pessoas deveriam ter a capacidade de definir apps padrões de forma simples e fácil, mas não têm”, disse um porta-voz da Mozilla em uma declaração ao The Verge. “Todos os sistemas operacionais devem oferecer suporte oficial ao desenvolvedor para status padrão”. Ele acrescenta também que os usuários deveriam poder selecionar facilmente seus programas preferidos no sistema, algo que não acontece no Windows 10.

Além disso, o porta-voz também afirmou que, uma vez que esse suporte não foi disponibilizado a aplicativos não nativos da Microsoft, o Firefox “depende de outros aspectos do Windows para dar às pessoas uma experiência semelhante a que o sistema operacional oferece ao Edge”.

Windows 11 dificulta ainda mais escolha de navegador

No caso, a Mozilla parece ter cansado de esperar uma mudança no Windows e decidiu agir. Desde 2015 a empresa já vinha tentado convencer a Microsoft a melhorar suas configurações para se definir o navegador padrão no sistema. Contudo, nada mudou e deve ainda piorar no Windows 11, que está dificultando ainda mais a escolha de browser preferido.

A nova versão do sistema operacional não apenas mantém o sistema de redirecionamento do usuário ao app de Configurações do Windows como também separa a opção de navegador padrão por tipo de arquivo e link aberto. Ou seja, no Windows 11, se o usuário quiser colocar o Google Chrome ou o Mozilla Firefox como navegador padrão, ele deverá repetir o processo múltiplas vezes, conforme mostra a imagem abaixo.

Microsoft 11 muda configurações para escolher aplicativos padrões (Imagem: Reprodução/The Verge)

Segundo a Microsoft, a mudança estaria sendo implementada para aprimorar a experiência de personalização no sistema operacional.

Com informações: The Verge

Firefox dribla restrições do Windows 11 para escolher navegador padrão

Mission News Theme by Compete Themes.