terça-feira, março 2

Firefox adota nova forma de lidar com cookies para proteger privacidade

Faz algum tempo que a Mozilla direciona parte de seus esforços ao aumento da privacidade do usuário. Esse trabalho continua: lançado nesta terça-feira (23), o Firefox 86 tem como grande destaque o Total Cookie Protection, recurso que dificulta o uso de cookies para rastreamento da navegação do usuário.

Firefox 86 (imagem: Emerson Alecrim/Tecnoblog)

Firefox 86 (imagem: Emerson Alecrim/Tecnoblog)

Cookies são pequenos arquivos de texto com dados criados originalmente para facilitar a navegação em sites. O problema é que, aos poucos, esse recurso também passou a ser usado para exibir anúncios publicitários direcionados ou monitorar as páginas visitadas pelo usuário, por exemplo.

É bastante provável que você já tenha passado pela situação de pesquisar por um produto e, tempos depois, encontrar anúncios sobre o mesmo item em todo site visitado posteriormente.

Também pode acontecer de você visitar um site de comércio eletrônico e, horas depois, receber um e-mail não solicitado com ofertas para o produto consultado, mesmo que você não tenha cadastro naquela loja.

Embora os cookies não sejam os únicos culpados por essas ações, eles contribuem bastante para isso. Diante desse cenário, a Mozilla decidiu atacar o problema “criando um frasco de cookies separado para cada site”.

Em outras palavras, o Firefox não impedirá o uso de cookies, mas terá áreas, por assim dizer, que os isolam. Assim, cada cookie só poderá ser lido pelo site que o criou. Essa abordagem deve dificultar enormemente o rastreamento de navegação.

Total Cookie Protection do Firefox (imagem: divulgação/Mozilla)

Total Cookie Protection do Firefox (imagem: divulgação/Mozilla)

O recurso é capaz de abrir exceções quando detecta que os cookies precisam ser compartilhados para fins legítimos, como quando o usuário usa uma conta em determinado site para fazer login em outros serviços online.

Complemento à proteção contra supercookies

Preservar a privacidade não é tarefa simples. Talvez o maior desafio esteja em dificultar a ação dos chamados supercookies, que consistem em informações de rastreamento que são armazenadas em locais que não foram projetados originalmente para isso, como áreas de cache. Graças a isso, supercookies podem ficar ativos mesmo quando o usuário executa uma limpeza de cookies no navegador.

Felizmente, a Mozilla ativou uma proteção contra supercookies no mês passado, junto com o lançamento do Firefox 85. O Total Cookie Protection vem para complementar esses esforços: “juntos, esses recursos evitam que sites possam sinalizar o seu navegador, combatendo a técnica de rastreamento de páginas mais penetrante que existe”, explica a organização.

Outros recursos do Firefox 86

O Total Cookie Protection é o principal atrativo do Firefox 86, mas a versão também traz correções de bugs e ajustes, como ativação do modo de leitura em páginas HTML locais, links com mais contraste no mesmo recurso e um design de página mais limpo para o modo de impressão.

É possível baixar o Firefox 86 na página oficial. No link, há versões para Windows, macOS e Linux. Para quem é usuário, a atualização automática do navegador já está sendo liberada.

Firefox adota nova forma de lidar com cookies para proteger privacidade