Press "Enter" to skip to content

Esta ONG quer plantar 1 bilhão de árvores no Brasil – e tem uma década para isso

Minimizar as mudanças climáticas fará parte da agenda prioritária de ações de empresas e governos, e uma maneira de viabilizar isso é estabelecendo metas de restauração florestal. A The Nature Conservancy (TNC), organização global sem fins lucrativos voltada a projetos de conservação ambiental, está engajada em tornar esse objetivo em algo possível.

Tem dúvidas sobre o que significa o termo ESG – e a importância dele para os negócios? Entenda com a EXAME Research

Há 19 anos, a TNC trabalha com a restauração de três dos principais biomas do Brasil: a Amazônia, o Cerrado e a Mata Atlântica. Mas foi em 2008, ao lançar a campanha “Plant a Billion Trees” (plante um bilhão de árvores, em inglês) que a TNC ganhou escala. Na época, o valor arrecadado deu início aos projetos de recuperação na Serra da Mantiqueira.

De lá para cá, a organização recuperou mais de 110 mil hectares no país, o equivalente a 265 milhões de árvores. Para isso, contou com a ajuda de empresas, outras instituições não governamentais e representantes do setor público, em especial do Governo do Estado do Espírito Santo e da prefeitura municipal de Extrema, em Minas Gerais. Dos 110 mil hectares, 402 foram restaurados apenas neste ano.

Foi há dois anos que a TNC decidiu dar um passo à frente e criar um campanha que mobilizasse investimentos em larga escala da iniciativa privada. O Restaura Brasil nasceu em novembro de 2018, e tem como meta restaurar 400 mil hectares nos próximos 10 anos. “O nosso foco agora é começar as tratativas já olhando para objetivos de restauração para essa década que se inicia, que também é considerada a década de restauração de ecossistemas”, diz Rubens Benini, líder da estratégia de restauração florestal da TNC América Latina.

A RaiaDrogasil é o principal parceiro privado da campanha. Junto da DocuSign, empresa de assinaturas eletrônicas, a empresa realizou o plantio de 22.000 árvores na região da Mantiqueira, que faz parte da Mata Atlântica. As duas empresas foram as que aderiram mais recentemente à campanha e também as que doaram de forma mais significativa, segundo Benini.

“A parceria com a TNC faz parte de uma visão de futuro da RaiaDrogasil que olha para um ambiente mais sustentável e verde e estimula não apenas outras empresas a seguirem a tendência, mas incentiva nossos clientes a serem mais ecológicos’, diz João Carlos Redondo, diretor de sustentabilidade da RaiaDrogasil.

Segundo Redondo, o investimento anual da RD com a restauração do bioma será de 300 mil reais. O objetivo é, em três anos, concluir o plantio de 45 mil árvores na região. “Plantios e compensações ambientais farão parte das ações da RD continuamente. Apenas em 2020, por exemplo, compensamos 17.000 toneladas de carbono”, diz.

O plano da empresa é que, já no próximo ano, os clientes da rede possam acessar, em tempo real, a página da TNC onde é possível ver o andamento dos plantios na Mantiqueira, como resultado direto de recusarem a impressão do cupom fiscal no ato da compra. Essa é uma das ações da chamada Agenda 2030, plano de ações sustentáveis da marca para a próxima década.

Com mais doações e novos parceiros na campanha, a TNC pretende escalar o número de árvores plantadas no país. A projeção é ousada: a TNC espera restaurar 1 bilhão de árvores até 2030, número quase quatro vezes maior do que o total recuperado desde 2001.

“Estamos confiantes. Temos pouco tempo até chegarmos em um momento em que não haverá mais reversão para os nossos biomas, e com instituições financeiras e organizações trazendo a agenda climática à tona, temos tudo para dar escala a isso”, diz Benini.

Para isso, a TNC quer implementar novas tecnologias para a restauração de florestas, como semeadura direta no solo e a condução da regeneração natural. Contudo, segundo Benini, a promoção da regeneração em larga escala depende do comprometimento dos produtores rurais. Nesse contexto, a organização trabalha com conscientização sobre a importância do cumprimento das legislações ambientais, e sobretudo na promoção de mecanismos de incentivo financeiro, como o pagamentos por serviços ambientais.

Além das ações florestais, a TNC também lidera o Coalização Cidades pela água, projeto de restauração de mananciais que pretende garantir a oferta de água e saneamento básico para 60 milhões de pessoas. O projeto já mobilizou 239 milhões de reais, sendo 20 milhões para o pagamento por serviços ambientais a quase 4.000 famílias que moram nas regiões onde o projeto atua. Para a questão da água, a TNC atraiu a atenção de grandes empresas como a Ambev, Pepsico, Coca-Cola, Faber-Castell, Klabin, Bank of America, Unilever e McDonalds.

Para o próximo ano, a TNC mira uma aproximação com as empresas que fazem parte do Pacto Global da ONU e que estão comprometidas a desempenharem os 17 objetivos do desenvolvimento sustentável (ODS) sugeridos pela Organização.

De 0 a 10 quanto você recomendaria Exame para um amigo ou parente?

Clicando em um dos números acima e finalizando sua avaliação você nos ajudará a melhorar ainda mais.

 

The post Esta ONG quer plantar 1 bilhão de árvores no Brasil – e tem uma década para isso appeared first on Exame.

Mission News Theme by Compete Themes.