quinta-feira, março 4

Empresas confiam mais em softwares de código aberto, diz pesquisa

A Red Hat (empresa responsável pelo sistema operacional homônimo baseado em Linux) deu uma tacada genial. Sem deixar eles saberem que estavam sendo abordados justamente por uma empresa que só faz programas de código aberto, ela entrevistou mais de 1,2 mil executivos ao redor do globo e constatou que, nos últimos meses, o uso de softwares open source se tornou ainda mais comum no âmbito corporativo.

“Nosso relatório anual explora o que está levando os líderes empresariais a escolher o código aberto. Este ano, também estávamos interessados em ver como a pandemia da COVID-19 poderia influenciar os resultados”, explica Paul Cormier, presidente e CEO da companhia. Bom, de fato — a crise acelerou o processo de transformação digital e incentivou os empreendimentos a adotarem projetos livres em sua infraestrutura.

De todos os respondentes, 90% afirmou estar usando pelo menos um software de código aberto para fins corporativos, sendo que a maioria (53%) decidiu empregar tais recursos especificamente para a transformação digital. Além disso, 87% dos entrevistados garantiram que a segurança é o principal fator que os incentivou a empregar esse tipo de programa — o custo nulo, diferente do que você pode pensar, ficou na sexta colocação.


Podcast Canaltech: de segunda a sexta-feira, você escuta as principais manchetes e comentários sobre os acontecimentos tecnológicos no Brasil e no mundo. Links aqui: https://canaltech.com.br/360/

Mas se a gratuidade não é o grande chamariz, quais são as outras motivações por trás da adoção do software livre? Para 79% dos participantes, a segunda principal razão é “acesso às últimas inovações” (algo esperado, levando em conta o advento do IoT e da edge computing); em terceiro, com 75%, temos “processos de verificação sólidos e validação comercial; ou seja, tais aplicações já foram testadas amplamente.

Imagem: Reprodução/MuyComputerPRO

“As comunidades de software de código aberto são os lugares onde muitas das inovações mencionadas na indústria de software de hoje acontecem. Uma olhada em todos os projetos de código aberto nos espaços nativos da nuvem e de aprendizado de máquina dá uma boa noção disso; os números de nossa pesquisa confirmam isso”, explica Gordon Haff, gerente sênior de marketing de produto da Red Hat.

“Nossos três anos de estudos não deixam dúvidas: os gestores de TI veem amplamente o software de código aberto corporativo como uma forma superior de programa, com qualidade superior, mais inovação e segurança ainda melhor do que as alternativas. Além disso, eles também reconhecem que o valor total do código aberto empresarial é fornecido por fornecedores que participam ativamente do modelo de desenvolvimento open source, em vez de apenas reempacotar o código aberto”, finaliza o executivo.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech: