Press "Enter" to skip to content

Design prático: quais são as melhores luminárias para o canto da leitura

Nestes tempos em que estamos mais reclusos dentro de casa devemos encontrar formas de passar o tempo, de nos entreter e também de nos instruir. E o que pode ser melhor do que passar algumas horas sentado em uma confortável poltrona, acompanhado de um livro e de uma boa xícara de chá ou café? Portanto, que tal montar um cantinho de leitura em sua casa? Confira sugestões de luminárias para complementar esse cenário.

Ambiente criado por Revista Viva DecoraDivulgação/Divulgação

O que não pode faltar em um cantinho de leitura?
Você adora livros, não é mesmo? Se a resposta é sim, pode ter certeza que vale muito a pena montar um cantinho de leitura dentro de casa para você e sua família. Assim, vocês poderão aproveitar muito mais as obras que já possuem, fora que poderão planejar a aquisição de muitas outras, sabendo que serão sempre lidas. Chega de postergar a leitura. Aproveite para estudar, ganhar conhecimento e exercitar a imaginação.

Vamos começar a aproveitar a sua criatividade agora mesmo, planejando a decoração deste ambiente. Sabe o que não pode faltar nele? Sim, estantes e prateleiras com estrutura bem reforçada para acomodar todos os seus livros. Você pode agrupá-los na ordem que quiser. Mas encontre um jeito de criar, com tudo isto, algum desenho em degrade ou uma forma que deixe o conjunto com visual atraente – e não desorganizado.

Ambiente criado por Renata MosenaDivulgação/Divulgação

É um ambiente para se sentar, claro. E as poltronas são a opção mais acertada, se possível acompanhadas de um pufe. Também se pode optar por um sofá-divã, para momentos de mais relaxamento. A base principal do seu canto de leitura também pode ser uma cama. Afinal, para muitas pessoas o melhor local para leituras é a cama.

Vez ou outra você vai querer descansar um pouco o braço, talvez trocar o livro por uma xícara de chá. Daí a importância de se ter por perto uma mesinha auxiliar – que deve ser em altura diferente de uma mesa utilizada no centro de uma sala de estar, por exemplo. Mas quando o cantinho é montado no quarto, perto da cama, esta peça de apoio pode ser o próprio criado-mudo. E se for no escritório, uma escrivaninha.

Ambiente criado por Marília Veiga e Heller Arquitetura e InterioresDivulgação/Divulgação

Não se esqueça dos complementos deste cantinho de leitura. Para uma visão mais clara, será preciso reforçar a iluminação do ambiente. Algumas peças especiais deverão ser acrescentadas ao cômodo para a realização de tal atividade. E é muito bom também tentar estimular seus sentidos. Assim, ninguém adormece na segunda página do livro. Coloque, ao redor, plantas, quadros e algo com movimento – mas sem som, como um móbile.

Qual a iluminação ideal para ambientes de leitura?
É fundamental tentar melhorar, ao máximo, a iluminação do cantinho de leitura. Lembrando que o resultado deve ficar confortável aos olhos – então, não exagere. Mas lembre-se: a sua necessidade de luz pode ser diferente da de outro familiar. Digamos que o nível máximo de luz num ambiente é 5. Uma criança de até 10 anos precisaria de 1/3; um jovem de cerca de 30 anos, 2/3; um homem de 50 anos, 2; e um homem de 60, 5. Por isso é bom prever um sistema de iluminação misto, natural e artificial, com várias possibilidades de ajustes de intensidade.

Ambiente criado por Lu Boschi Designer de InterioresDivulgação/Divulgação

O estudo de ‘luz e sombra’, por sinal, precisa ser observado pelos arquitetos de interiores com atenção. Mas você mesmo pode, ao longo do tempo, testar as possibilidades até melhorar as condições do seu local de leitura. No geral o mais indicado para um ambiente de leitura são 500 lux, em média (consulte as embalagens das lâmpadas e some os valores).

Precisamos ressaltar também que cada cor de lâmpada possui uma intensidade de luz – esta é outra informação que você poderá encontrar nas embalagens. As amarelas são as mais fracas, depois temos as brancas e, mais fortes, as azuladas. As incandescentes e halógenas possuem uma vida útil curta. Então, o melhor, para cantos de leitura, são as de LED.

Ambiente criado por INÁ Arquitetura e Nathalia Bilibio SchwinnDivulgação/Divulgação

Quais os tipos de luminárias mais indicados?
Existem muitos modelos diferentes de luminárias à venda nas lojas. Dois modelos preferenciais são os de piso e de mesa – o último para ficar sobre a mesinha escolhida, escrivaninha, bancada ou criado-mudo. E ainda existem as mini luminárias portáteis, que podem ser fixadas no próprio livro.

Pra começar, você precisará de uma iluminação central no ambiente – que deverá ser feita com um plafon, preferencialmente. Mas a mesinha de estudos deve receber um foco de iluminação natural e artificial – em sentido oposto da mão que você segura um livro ou escreve.

Sobre a mesa uma luminária com braço articulado é bem-vinda – permite afastar ou aproximar a lâmpada do livro sempre que desejado. Claro que esta luz será restrita, com um feixe mais fechado. Por isto é interessante ter por perto também um abajur – pode ser o de piso mesmo -, com um feixe de luz mais intenso, oferecendo mais claridade para o ambiente.

Falando especificamente das luminárias de piso, existem vários modelos lindos nas lojas. Escolha aquele que cabe ao lado e atrás da sua poltrona. As articuladas são as melhores para cantinhos de leitura. Mas você também pode utilizar as de tripé, as em arco, as tipo abajur ou tipo torre.

Essas dicas foram criadas pela equipe Viva Decora.

 

The post Design prático: quais são as melhores luminárias para o canto da leitura appeared first on Exame.

Mission News Theme by Compete Themes.