Press "Enter" to skip to content

Cientista cria aparelho auditivo que pode custar apenas US$ 1

Para tornar os aparelhos de audição mais acessíveis, cientistas desenvolveram um modelo de baixo custo que pode ajudar milhões de pessoas do mundo todo que possam estar lutando contra a surdez.

O projeto, que teve o seu estudo publicado na revista científica Plos One, foi batizado de LoCHAid e consiste no desenvolvimento de um aparelho de audição de código aberto que pode custar apenas um dólar. O valor baixo se deve à fabricação com peças acessíveis no mercado, resultando em um produto minimalista, ao mesmo tempo em que é potente.

Saad Bhamla, co-autor do estudo e professor assistente da Escola de Engenharia Química e Biomolecular do Instituto de Tecnologia da Georgia, nos Estados Unidos, conta que o objetivo da equipe foi aprimorar a perda auditiva relacionada à idade, pensando em seus avós que passaram pela situação. Para isso, foi preciso dispensar os processadores de sinal digital para dar lugar a filtros eletrônicos simples, que seriam os responsáveis pelo ajuste da resposta de frequência.


Baixe nosso aplicativo para iOS e Android e acompanhe em seu smartphone as principais notícias de tecnologia em tempo real.

Saad Bhamla (Imagem: Reprodução/Craig Bromley)

“Adotar um padrão como a resposta linear de ganho e modelá-lo usando filtros reduz drasticamente o custo e os esforços necessários para a programação”, explica o autor líder do estudo, Soham Sinha, também aluno de PhD na Universidade de Stanford. O dispositivo é feito com impressão 3D, com bateria simples com o formato de uma pequena moeda, e não é tão discreto assim, mas nada que não pode ser aprimorado.

Vinaya Manchaiah, um dos pesquisadores envolvidos no estudo e professor de ciências da fala e audição na Universidade Lamar, no Texas, diz que o novo aparelho auditivo é “como comprar um carro simples em vez de um carro de luxo”, cumprindo o seu papel mesmo assim.

Imagem: Reprodução/M. Saad Bhamla

“Quando falamos em aparelhos auditivos, até mesmo os de baixa tecnologia têm preços altos para pacientes de todos os lugares do mundo. Podemos não precisar ou ter a melhor tecnologia, ou o melhor dispositivo, para oferecer um bom valor e experiência em audição”, conta Manchaiah.

O próximo passo dos pesquisadores é tornar o aparelho mais minimalista, o que elevaria os custos para US$ 7, mas ainda assim sendo muito mais acessível que os aparelhos tradicionais.

 

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Mission News Theme by Compete Themes.