quarta-feira, maio 12

Chuva de meteoros Eta Aquáridas tem pico na madrugada desta quarta (5)

A madrugada desta quarta-feira, entre os dias 4 e 5 de maio, promete um céu espetacular para os que puderem ficar acordados. É que uma das chuvas de meteoros mais interessantes, a Eta Aquáridas, estará em seu pico com previsão de 40 a 85 meteoros por hora. Além disso, na mesma direção, a Lua minguante estará pertinho de Júpiter, com Saturno pairando sobre ambos um pouco mais acima.

Enquanto a Eta Aquáridas não é muito visível acima da linha do Equador, nós, do Hemisfério Sul, seremos os mais privilegiados. Mesmo os estados brasileiros da região Norte, que estão na linha equatorial e um pouco acima, deverão ter uma boa visibilidade do espetáculo celeste. Sem dúvidas será um ótimo momento para os astrofotógrafos de plantão conseguirem retratos de meteoros passando ao lado da conjunção entre a Lua e os planetas gasosos, embora a luminosidade do satélite natural possa atrapalhar um pouco.

Essa chuva está associada aos detritos do cometa Halley, ou seja, seus meteoros são pedacinhos que o cometa deixa sempre na mesma região do Sistema Solar quando faz sua jornada de aproximação do Sol. Quando a Terra passa por essa região — coisa que acontece pontualmente todo mês de maio —, alguns desses detritos acabam entrando na nossa atmosfera e se queimam devido ao atrito.


Siga o Canaltech no Twitter e seja o primeiro a saber tudo o que acontece no mundo da tecnologia.

Posição do radiante da chuva Eta Aquáridas no céu de São Paulo às 3h30 na madrugada de quarta-feira, 5 de maio (Imagem: Canaltech/Stellarium)

A Eta Aquáridas é conhecida pela alta velocidade dos meteoros, que viajam a cerca de 66 km/s e costumam deixar um rastro brilhante de permanência prolongada no céu. Para observar, basta olhar para o alto. Embora eles pareçam se originar do mesmo ponto — a constelação de Aquário —, você não precisa olhar diretamente apenas para essa direção. Aliás, se o fizer, poderá perder os meteoros que criam as faixas brilhantes mais longas no céu.

Como observar a Eta Aquáridas

A Lua nascerá às 23h18 (em São Paulo), do ladinho de Júpiter, bem na direção Leste. Você deverá olhar para este lado para ver os meteoros, mas terá que esperar um pouco mais. O radiante da Eta Aquáridas, isto é, a constelação de Aquário, surgirá no horizonte por volta de 1h36 da madrugada de quarta (5), e estará bem visível quando subir um pouco, aproximadamente às 2h30. Se você puder acompanhar o movimento aparente dos astros até o nascer do Sol, provavelmente verá muitos meteoros.

Já que os meteoros poderão riscar o céu um pouco após a entrada na atmosfera, observe a região de Aquário e seus arredores. Aproveite para tentar reconhecer Júpiter e as grandes estrelas Altair e Vega, que estarão um pouco à esquerda. Outra dica é, se possível, estar em um local com baixa poluição luminosa, longe dos grandes centros urbanos, e sempre atento para não se expor aos riscos de contaminação da COVID-19.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech: