Press "Enter" to skip to content

Cheer | Ator de série da Netflix é investigado por pedofilia

O ator Jerry Harris, conhecido por participar da série Cheer, da Netflix, está sendo investigado por exploração sexual e abuso de menores. Um representante declarou à Variety que as alegações feitas contra Harris são falsas e que quando a investigação for concluída, “os fatos verdadeiros serão revelados”.

O processo conta com documentos judiciais que foram apresentados na segunda-feira (14), detalhando que o ator teria mandado mensagens sexualmente explícitas para dois irmãos de 13 anos. Há informações de que o ator, que tinha 19 anos na época, teria pedido sexo oral para uma das vítimas.

De acordo com o USA Today, diversas fontes confirmam os acontecimentos. Em uma entrevista ao jornal, os irmãos descreveram um padrão de assédio que durou quase um ano, tanto online quanto pessoalmente, em competições de torcida. Uma empresa privada do setor, Varsity Brands, alegou que relatou à polícia dois casos em que Harris pediu para que uma das vítimas fizesse sexo com ele durante o evento competitivo.


Baixe nosso aplicativo para iOS e Android e acompanhe em seu smartphone as principais notícias de tecnologia em tempo real.

Jerry Harris ficou conhecido por estrelar a série documental Cheer, da Netflix (Imagem: Divulgação / Netflix)

O FBI executou um mandado de busca na segunda-feira (14) à tarde em uma casa em Naperville, Illinois. Ao USA Today, uma agente declarou que a equipe de investigação “está conduzindo atividades de aplicação da lei autorizadas pelo tribunal na área”.

A defesa de Harris declara que contesta as alegações feitas contra ele e que “supostamente ocorreram quando ele era adolescente”. As vítimas pedem US$ 1 milhão em indenização. A Netflix não chegou a se pronunciar sobre o caso.

Jerry Harris ficou conhecido por estrelar Cheer, série original da Netflix que estreou em janeiro de 2020.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Mission News Theme by Compete Themes.