sábado, março 6

Caso Ford: a luta em prol do capitalismo continua, companheiros

Enquanto Jair Bolsonaro trocava o presidente da Petrobras para tentar subsidiar os preços do combustível com o dinheiro dos acionistas da empresa, a  Justiça do Trabalho confirmava ontem a liminar que proibiu a Ford de demissão coletiva dos trabalhadores da fábrica em Taubaté. A montadora também foi proibida de se desfazer dos seus bens e máquinas até que a negociação coletiva chegue ao final…

Leia este conteúdo na integra em: Caso Ford: a luta em prol do capitalismo continua, companheiros