segunda-feira, maio 3

Carros importados seguem em alta e SUV híbrido é o mais vendido no Brasil

XC40: SUV da Volvo foi o importado mais vendido entre associadas da AbeifaVolvo/Divulgação

O mercado de veículos importados cresceu 3,9% em abril, quando comparado ao mês anterior: foram vendidas 2.247 unidades. Com isso, o segmento mantém o ritmo aquecido de março e ainda vai contra expectativas de queda para o setor automotivo no Brasil. No acumulado desde janeiro, também houve aumento de 4,2%, com 8.264 unidades, frente ao mesmo período de 2020.

No que diz respeito a veículos feitos aqui por associados à Abeifa — neste caso, BMW, Caoa Chery, Land Rover e Suzuki —, que representa importadores e fabricantes, foram vendidas 3.609 unidades. Ou seja, queda de 3,2% em relação a março e recuperação de 412% frente ao mesmo mês de 2020. Na soma do primeiro quadrimestre, foram 12.649 vendas, ante 8.846 do ano passado

As melhores oportunidades podem estar nas empresas que fazem a diferença no mundo. Veja como com a EXAME Invest Pro

“Entendemos que esse resultado do primeiro quadrimestre representa o início de recuperação, já que crescemos mais que a média do mercado interno brasileiro, de 13,3%. Certamente é um alívio, mas as nossas associadas ainda vivem momentos de muita apreensão e preocupação com a paridade cambial e o cenário de pandemia”, diz João Henrique Oliveira, presidente da entidade.

Somando veículos nacionais e importados, foram licenciadas 5.856 unidades em abril, ou seja, queda de 0,6% comparado a março, que teve 5.891 unidades. Mas, comparado ao mesmo mês de 2020 (que teve 1.457 emplacamentos), a alta foi de 301,9%. Na soma dos primeiros quatro meses também há melhora: foram 20.913 licenciamentos, ante 16.774 em 2020, e aumento de 24,7%.

Em relação à participação das 17 empresas associadas à Abeifa, o share foi de 3,57% no mercado total de automóveis e comerciais leves, que teve 163.902 emplacamentos em abril. Considerando somente os veículos importados, a representação no último mês foi de 1,37%. Considerando todo o quadrimestre, elas foram responsáveis por 3,16% de todas as vendas no mercado brasileiro.

Entre as marcas que produzem no país, a Caoa Chery foi o principal destaque: liderou abril com 2.559 unidades, sendo 993 delas representadas pelo Tiggo 5X, que teve a maior participação no período. Entre os importados, a Volvo levou a melhor: 657 emplacamentos no último mês — desse total, 326 foram do XC40, que é vendido em três configurações híbridas e parte de 259.950 reais na mais barata.

Quais são as tendências entre as maiores empresas do Brasil e do mundo? Assine a EXAME e saiba mais.