quarta-feira, abril 7

Bolsonaro volta a insinuar que distanciamento é coisa de “frouxo”: “Não podemos ficar em casa ad eternum”