segunda-feira, março 1

Bitcoin atinge valor de mercado de US$ 1 trilhão após novo recorde de preço

O preço do bitcoin (BTC) bateu mais um recorde nesta sexta-feira (19). A criptomoeda superou os US$ 55 mil enquanto seu valor de mercado ultrapassou pela primeira vez na história o marco de US$ 1 trilhão. Apenas no dia de hoje, o ativo se valorizou em mais de US$ 4 mil, alimentado pela alta demanda de compra e pela atual escassez de oferta no mercado.

Bitcoin supera R$ 300 mil (Imagem: Moose Photos/Pexels)

Bitcoin supera R$ 300 mil (Imagem: Moose Photos/Pexels)

Segundo dados do CoinMarketCap, a capitalização do bitcoin atingiu o recorde de US$ 1 trilhão. O índice CoinDesk também mostra que a criptomoeda chegou no maior preço de sua história hoje, valendo US$ 55,2 mil. Além do recorde de preço em dólares, o bitcoin atinge hoje um importante marco em reais, superando os R$ 300 mil no final desta tarde de sexta-feira.

Valor de mercado do bitcoin (BTC) passa de US$ 1 trilhão (Imagem: Reprodução/CoinMarketCap)

Valor de mercado do bitcoin (BTC) ultrapassa US$ 1 trilhão (Imagem: Reprodução/CoinMarketCap)

Alta demanda e baixa oferta

Desde o começo de 2021, a criptomoeda acumula uma valorização de 90%. As razões para isso são muitas. Um dos principais motivos é o mecanismo chamado de “halving”, natural do programa do bitcoin, que a cada quatro anos reduz a taxa de mineração do ativo. Consequentemente, a oferta da moeda diminui.

Porém, a demanda por bitcoin neste ano tem sido a maior já registrada. O halving foi ativado em meados de 2020, mas seus efeitos só começaram a ser sentidos quando grandes empresas entraram no mercado de criptomoedas.

Grandes investidores almejam o bitcoin

O PayPal foi um divisor de águas. Umas das maiores plataformas de pagamentos do mundo todo incluiu suporte a negociações com criptomoedas na segunda metade de 2020 e facilitou o acesso aos ativos digitais para milhões de usuários. A partir daí, outras empresas gigantes do mercado começaram a investir em criptoativos.

A compra de US$ 1,5 bilhão da Tesla em bitcoin é o mais importante evento recente no mercado de criptomoedas que impulsionou o preço do ativo. Após a empresa de Elon Musk, a MicroStrategy, desenvolvedora de software empresarial, também anunciou que reservou US$ 600 mil para comprar o criptoativo.

CEO da Binance comenta recordes do bitcoin

Changpeng Zhao, o CEO da Binance (uma das maiores exchanges de criptomoedas do mundo), comentou o preço recorde do criptoativo em nota à imprensa enviada ao Tecnoblog. “12 meses atrás, 1 bitcoin custava US$ 9.844 (média diária). Nesse período, ele aumentou 408% e seu valor dobrou desde o Natal”.

Zhao também afirmou que o mercado é imprevisível e “ninguém sabe para onde ele irá no curto prazo”. Porém, ele se mostrou otimista, dizendo que o bitcoin utilizado como reserva de valor a longo prazo tem grande potencial para investidores se protegerem da desvalorização de moedas fiduciárias.

Bitcoin atinge valor de mercado de US$ 1 trilhão após novo recorde de preço