Press "Enter" to skip to content

Binance cria fundo de R$ 5,5 bilhões para acelerar desenvolvimento da BSC

A corretora de criptoativos Binance anunciou nesta quarta-feira, 13, um novo fundo de aceleração de 1 bilhão de dólares (5,55 bilhões de reais) com o objetivo de expandir os recursos e promover a adoção do seu blockchain próprio, chamado Binance Smart Chain (BSC), no setor de tecnologia financeira.

Power BI para Investidores

É a segunda vez que a Binance cria uma fundo com esse objetivo. Há pouco mais de um ano, quando a rede foi lançada, a exchange criou um fundo de 100 milhões de dólares com objetivo semelhante, e o projeto foi muito bem-sucedido, fazendo com que a rede se tornasse uma das mais populares do mundo para soluções com aplicações descentralizadas (dApps).

Atualmente, a BSC, que tem a binance coin (BNB) como sua criptomoeda nativa, tem mais de 1 milhão de usuários ativos por dia em seus mais de 900 dApps, o que faz da BSC um dos principais ecossistemas do universo cripto. Um dos fatores que faz da BSC popular é sua capacidade de integrar diferentes blockchains.

De acordo com a empresa, o novo fundo pretende ajudar a popularizar os universos de produtos e serviços descentralizados como games, redes sociais e finanças para as massas e ajudar a divulgar os conceitos da Web 3.0, que será baseada na tecnologia blockchain.

O fundo bilionário recém-criado é dividido em quatro setores. O primeiro, de 100 milhões de dólares, visa educar investidores e oferecer mentoria à desenvolvedores, e vai financiar atividades como boot camps, oferecer bolsas de estudos, entre outras coisas.

Seja um dos primeiros a testar a Mynt e tenha acesso direto ao mercado cripto, de forma simples e segura.

O segundo setor, também de 100 milhões de dólares, pretende oferecer liquidez para protocolos específicos que tenham foco em inovação, em especial ligados às finanças descentralizadas (DeFi).

O terceiro, de 300 milhões de dólares, é um programação de incubação, que vai financiar hackathons, programas de bug bounty, conferências e eventos de desenvolvedores e que incubar 100 dApps inovadores a serem construídos no ecossistema da BSC.

Já o último, de 500 milhões de dólares, será utilizado para finanças aplicações ligadas a games, metaversos, realidades virtual, inteligência artificial, DeFi e outros setores de tecnologias descentralizadas, tanto na BSC quanto em outros blockchains.

Segundo a Binance, o fundo de 1 bilhão de dólares é o maior programa de aceleração do universo cripto e foi “desenhado para impulsionar o crescimento e a inovação de projetos”. Ainda segundo a empresa, o programa vai deixar a BSC “mais perto de se tornar a mais inclusiva e utilizada infraestrutura em blockchain do mundo, criando a nova Internet de Valor para todo mundo”.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube

Mission News Theme by Compete Themes.