Press "Enter" to skip to content

Atos do 7 de setembro impulsionam redes sociais de governistas

O ex-presidente da República, e hoje senador, Fernando Collor (PROS-AL), subiu cinco posições no ranking FSBinfluênciaCongresso entre os dias 7 e 13 de setembro, ocupando a 12ª colocação. Sua postagem dizendo que no dia 7 de setembro estaria ao lado do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) na cerimônia do hasteamento da bandeira, em Brasília lhe rendeu muitas curtidas e compartilhamentos. Outras postagens sobre os atos esvaziados contra o governo pelo Brasil também renderam engajamento para o ex-presidente.

O ranking, produzido pelo Instituto FSB Pesquisa, mede a popularidade dos parlamentares nas redes sociais.

Já o senador Eduardo Girão (Podemos-CE), que integra a CPI da Pandemia, recuou três posições, ficando em 11º entre os mais influentes online. Outro senador que caiu no ranking foi Fabiano Contarato (Rede-ES), que agora ocupa o 13º lugar.

O alto do ranking mantém-se inalterado com Flávio Bolsonaro (Patriota-RJ) em primeiro lugar, seguido de Humberto Costa (PT-PE), Randolfe Rodrigues (Rede-AP) e Marcos Rogério (DEM-RO), respectivamente em segundo, terceiro e quarto lugar.  O Podemos é o partido que possui quatro integrantes no ranking, seguido do PT, Rede e MDB com outros dois filiados entre os quinze mais atuantes do Senado.

Câmara

As manifestações de 7 de setembro em apoio ao governo, convocadas pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e seus aliados, fizeram com que o deputado governista Major Vitor Hugo (PSL-GO) ganhasse 17 posições no FSBinfluênciaCongresso. Ele voltou a figurar entre os 20 parlamentares mais influentes nas redes sociais. Sua publicação do discurso do presidente, filmada do próprio palanque na Esplanada dos Ministérios, chegou a 9.800 curtidas e quase dois mil compartilhamentos.

O deputado Kim Kataguiri (DEM-SP) alcançou o sétimo lugar após subir quatro colocações. Um dos fundadores e líderes do Movimento Brasil Livre — MBL, ele usou suas redes para chamar a população a ir às ruas no dia 12 de setembro, no movimento “Fora, Bolsonaro”, afirmando ser um ato suprapartidário e uma esperança para a democracia do país. Ainda na oposição, o deputado Ivan Valente (Psol-SP) ganhou destaque subindo seis posições, garantido o 19º lugar.

O pelotão de frente do ranking segue dominado pelos bolsonaristas: Carla Zambelli (PSL-SP), Bia Kicis (PSL-DF), Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) e Carlos Jordy (PSL-RJ), que ocupam as quatro primeiras posições, respectivamente. O PSL também é a legenda que prevalece no ranking, com oito representantes. O PT vem em seguida, com dois integrantes na lista.

Siga a Bússola nas redes: Instagram | LinkedInTwitter | Facebook | Youtube

Veja também

Mission News Theme by Compete Themes.