Press "Enter" to skip to content

Alcolumbre sobe nas redes no Senado, teto de gastos domina pauta na Câmara

Impulsionado pela repercussão de posts relacionados à campanha do irmão à prefeitura de Macapá (AP) e à sessão que analisaria vetos do presidente da República, o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), teve o melhor desempenho individual do Senado no ranking FSBinfluênciaCongresso desta semana, subindo 14 posições e alcançando o 14º lugar do levantamento.

No primeiro lugar, o senador Humberto Costa (PT-PE) reconquistou a posição, com postagens criticando o presidente da República sobre suas falas na Assembleia da ONU, defendendo o auxílio emergencial de R$ 600 até dezembro e repercutindo o fato do advogado ligado à família Bolsonaro ser considerado réu por peculato e lavagem. O deputado Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) caiu para segundo e o líder do PODEMOS, Álvaro Dias (PODE-PR), segue em terceiro.

Fabiano Contarato (REDE-ES) teve ótima ascensão, subindo dez posições e ocupando o 11º lugar. Dentre as maiores repercussões estão sua denúncia contra o ministro Milton Ribeiro ao STF por homofobia e decisões polêmicas do Conama.

Confira aqui o ranking do Senado Federal.

Câmara dos Deputados

Na semana marcada pelas discussões e debates acalorados a respeito da origem dos recursos para viabilizar o Renda Cidadã, em que se falou até em cortar auxílio alimentação dos servidores para sustentar o substituto do Bolsa Família, muitas discussões sobre idas e vindas das reformas Tributária e Administrativa, e novas farpas saindo do confronto do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), com o ministro da Economia, Paulo Guedes, a respeito do teto de gastos, responsabilidade fiscal e privatizações, as primeiras posições do ranking FSBinfluênciaCongresso pouco sofreram alterações em comparação à semana anterior.

O deputado André Janones (AVANTE-MG) continua líder do ranking, seguido pela deputada Carla Zambelli (PSL-SP) em segundo, e o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL -SP) em terceiro, seguido de perto pela deputada Bia Kicis (PSL-DF).

Apesar da grande exposição nos veículos de imprensa e mídias sociais, contrapondo as falas e ações do ministro Paulo Guedes, o presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), caiu seis posições e ocupa o 17º lugar no ranking. Ao mesmo tempo, a deputada Gleisi Hoffmann (PT-PR) subiu seis casas, defendendo exatamente que o governo federal se livre de amarras fiscais e acabe com o teto de gastos, sob risco de aumento da fome e do desemprego no país. Com este discurso, a presidente do PT alcançou a 8ª posição.

O melhor desempenho individual foi do deputado Marcos Pereira (REPUBLICANOS-SP), que subiu 17 posições e passou a ocupar o 16º lugar, com postagens nas redes sociais divulgando atuação em defesa das pessoas com deficiência e participando de debates promovidos por grandes corporações a respeito da Reforma Tributária.

Confira aqui o ranking da semana na Câmara dos Deputados.

The post Alcolumbre sobe nas redes no Senado, teto de gastos domina pauta na Câmara appeared first on Exame.

Mission News Theme by Compete Themes.