Press "Enter" to skip to content

Ação da Cury (CURY3) estreia na B3 em queda

SÃO PAULO – A ação da Cury (CURY3) estreou na sessão desta segunda-feira em baixa. Às 10h25 (horário de Brasília), o ativo registrava queda de 4,81%, a R$ 8,90.

A incorporadora fixou na última quinta-feira (17) o preço de sua ação a R$ 9,35 em sua oferta pública inicial (IPO), levantando R$ 977,5 milhões. O preço ficou abaixo da faixa indicativa, que ia de R$ 11,00 a R$ 14,30.

Do total, R$ 170 milhões são em relação à tranche primária e, assim, vão para o caixa da empresa. Itaú, Bank of America e Caixa também coordenaram a oferta. Além da Cyrela, os executivos Fabio Cury, Paulo Curi e Leonardo Cruz foram os vendedores na tranche secundária. BTG, Itaú, Bank of America e Caixa coordenaram a oferta.

A Cury é uma companhia subsidiária da Cyrela voltada a empreendimentos residenciais focados na baixa renda.

Fundada em 7 de maio de 1963, a Cury passou, em 2007, a se chamar Cury Construtora e Incorporadora, fruto de joint-venture entre a Cyrela e a Cury Empreendimentos.

A maior participação da companhia é nas regiões metropolitanas de São Paulo e Rio de Janeiro.

Os recursos líquidos da oferta primária da Cury têm como destino a aquisição de terrenos.

De acordo com prospecto, o lucro líquido foi de R$ 204,057 milhões em 2019, ante R$ 176,01 milhões de 2018 e de R$ 128,77 milhões de 2017. Já a receita líquida foi de R$ 1,019 bilhão no ano passado, ante R$ 920,253 milhões em 2018 e de R$ 814,385 milhões em 2017.

A companhia informou que, em 2019, teve um total de 14 lançamentos realizados, representando um total de R$ 1,140 bilhão em Valor Geral de Vendas (VGV).

A Janela de R$ 1 Trilhão: como os experts da XP identificam as ações com maior potencial de valorização da Bolsa

The post Ação da Cury (CURY3) estreia na B3 em queda appeared first on InfoMoney.

Mission News Theme by Compete Themes.