Press "Enter" to skip to content

A vez dos elétricos: Enel e Estapar se unem para criar pontos de recarga em todo o Brasil

A empresa de energia Enel e a rede de estacionamentos Estapar decidiram se unir para a promoção de um futuro em prol da mobilidade elétrica. Em uma parceria inédita, as duas empresas vão criar uma rede própria de carregamento para veículos elétricos em grandes centros urbanos. Serão 250 pontos de recarga em 10 estados e 23 cidades do Brasil.

Você conhece as três letras que podem turbinar seus investimentos? Conheça a cobertura de ESG da EXAME Research

Para viabilizar o projeto, a Enel atua por meio da Enel X, sua empresa de soluções energéticas. Segundo Francisco Scroffa, presidente da Enel X, essa é a primeira rede de carregamento para carros elétricos semi-pública do país. Isso significa que, até o momento, os pontos de recarga existentes no Brasil eram oferecidos pelo setor privado exclusivamente para clientes, como é o exemplo da rede de recarga da Volvo, ou por organizações públicas.

O diferencial da nova rede, no entanto, é a experiência na usabilidade. De acordo com André Iasi, presidente da Estapar, o objetivo é facilitar o acesso às vagas com ajuda da tecnologia. O motorista poderá visualizar, em tempo real, os pontos de recarga mais próximos da sua localização com a ajuda de um aplicativo oferecido pela Estapar, por onde também poderá liberar o carregamento de maneira digital. As vagas serão instaladas nos estacionamentos da rede em locais públicos como shoppings centers, hospitais e aeroportos.

O recurso é uma adição a ideia de que os estacionamentos podem ter diversas funcionalidades. Segundo Isasi, a Estapar tem transformado os estacionamentos em áreas de embarque e desembarque de aplicativos, lojas, pontos de locação de veículos, entre outras coisas. “Nos últimos anos, ampliamos a nossa ideia de transformar os estacionamentos em verdadeiros hubs de mobilidade”, diz.

Apesar de não anunciar o investimento total, as duas empresas têm projeções ambiciosas. De acordo com Scroffa, a Enel irá fornecer estrutura energética – até mesmo nos pontos em que a instalação de postes de energia sejam necessários. Tudo isso para que uma recarga de 80% da bateria de um veículo elétrico possa ser feita em menos de 3 horas. Além de gratuitas, as vagas são exclusivas para proprietários de carros elétricos de montadoras parceiras do projeto. A Estapar vai também usar a sua rede de segurança e manutenção nos estacionamentos para gerenciar todos os pontos instalados.

As duas companhias agora miram outros parceiros como montadoras e instituições financeiras, para escalar ainda mais o ecossistema elétrico no país. “Já temos conversas muito avançadas com empresas grandes e renomadas que estão interessadas em trazer essa mudança de paradigma na indústria automobilística”, diz Iasi, da Estapar.  “Sentimos que era preciso que algum integrante do ecossistema desse um “empurrão” para que tudo fosse acelerado. E achamos que nossa parceria fará isso”, diz Iasi. Os novos parceiros serão anunciados no começo do próximo ano, segundo o executivo.

Corredores elétricos no Brasil

A carência de infraestrutura é um das principais entraves para o avanço da mobilidade elétrica no Brasil. Neste cenário, iniciativas de grandes empresas para a instalação de postos de recarga devem contribuir para que o mercado seja mais robusto, e para que interessados em comprar veículos elétricos tenham como garantia uma rede avançada de abastecimento.

“O que estamos fazendo é criar uma solução completa para o cliente, que até o momento era passivo, mas agora se tornou o centro do ecossistema elétrico. Com essa tecnologia, permitimos que o cliente se torne parte ativa do setor elétrico”, diz Scroffa.

A tendência iniciou ainda em 2017, quando a CPFL Energia firmou uma parceria com a rede Graal para a instalação de um posto de carregamento na Rodovia dos Bandeirantes, em São Paulo. Três anos depois, a Audi anunciou um investimento de 10 milhões de reais para instalação de 200 postos de recarga em parceria com a empresa de energia Engie.

Ainda em 2020, as montadoras Volkswagen, Audi e Porsche anunciaram um plano de instalação de 30 postos de recargas ultrarrapidos para veículos elétricos em parceria com a EDP.

Diferente do projeto das alemãs, a Enel e Estapar pretendem expandir para além do Estado de São Paulo. A expectativa da iniciativa é começar os trabalhos de instalação das primeiras Ecovagas ainda em dezembro deste ano, com a previsão de conclusão da rede de 250 estações em fevereiro de 2021.

No médio e longo prazo, a intenção das duas empresas é expandir a quantidade de pontos da rede de recarga Ecovagas para restaurantes, outras redes de estacionamento e locais públicos, afirmam.

 

De 0 a 10 quanto você recomendaria Exame para um amigo ou parente?

Clicando em um dos números acima e finalizando sua avaliação você nos ajudará a melhorar ainda mais.

The post A vez dos elétricos: Enel e Estapar se unem para criar pontos de recarga em todo o Brasil appeared first on Exame.

Mission News Theme by Compete Themes.