Press "Enter" to skip to content

A saída de Moro e a bomba no colo de Bolsonaro

A renúncia de Sergio Moro do Ministério da Justiça e da Segurança Pública, em 24 de abril de 2020, desmontou de vez a farsa do combate à corrupção na gestão de Jair Bolsonaro.

Ao anunciar a demissão, Moro acusou o presidente da República de interferência política no comando da Polícia Federal

Leia este conteúdo na integra em: A saída de Moro e a bomba no colo de Bolsonaro

Mission News Theme by Compete Themes.