sábado, abril 3

A nova calamidade fiscal

“Se a decretação do estado de calamidade já era dada praticamente como certa antes da aprovação do Orçamento, pela gravidade da pandemia, com a lei aprovada com R$ 31 bilhões de emendas parlamentares adicionais sustentadas à base de projeções subestimadas ficou inevitável”…

Leia este conteúdo na integra em: A nova calamidade fiscal